Nova etapa da rede de drenagem na Av. Goiás começa nesta quarta (25/9)

Trecho de aproximadamente 400 m deverá ficar pronto em até 75 dias. Trânsito na região terá mudanças

Começa nesta quarta-feira (25/9) a construção da segunda etapa da rede de drenagem e do corredor do BRT, no sentido Norte-Sul da Avenida Goiás, entre a Avenida Paranaíba e Avenida Anhanguera. A previsão é de que o trecho, de aproximadamente 400 metros, seja entregue em até 75 dias.

A pista terá o trânsito interditado do cruzamento com a Avenida Paranaíba até o encontro com a Avenida Anhanguera (veja abaixo mapas dos desvios). O trânsito na Avenida Anhanguera segue normalmente, bem como a pista da Avenida Goiás sentido Sul-Norte. O bloqueio na Avenida Goiás não impedirá o acesso de pedestres às lojas e de moradores às residências.

Trânsito
O trânsito para carros e pedestres entre a Av. Independência e a Rua 55 será liberado nesta terça-feira (24/9) para o tráfego de veículos. Entre a Rua 55 e até quase a Av. Paranaíba só será permitido o acesso local. Este trecho será liberado junto do cruzamento das avenidas Goiás e Paranaíba.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) preparou três desvios para o período de execução do trecho dois: o motorista que circula na Avenida Goiás, sentido Norte-Sul, acessa o desvio na Rua 61 e segue pela Rua 74 até a Avenida Paranaíba; continua na Paranaíba até a Avenida Tocantins, vira na Rua 3 e retoma a Avenida Goiás.

O motorista que pretende seguir nos sentidos Leste-Oeste e vice-versa pela Avenida Paranaíba terá que evitar o cruzamento com a Goiás. O desvio implantado no sentido Oeste-Leste contorna o Mercado Aberto, acessa a Rua 72, vira na Rua 55 e segue nela até a Rua 68, de onde retoma a Paranaíba. No sentido contrário, o motorista deve acessar o desvio pela Goiás e seguir o mesmo trajeto: Rua 61; Rua 74 e retoma a Paranaíba.

A SMT ressalta que o trânsito nas ruas 4 e 5 só será bloqueado quando houver a liberação da Avenida Paranaíba.

Drenagem
Com a rede de drenagem entre a Praça Cívica e a Rua 4, no Setor Norte Ferroviário (trecho com extensão total de 2,6 km), a Prefeitura soluciona o problema de alagamentos e enchentes em grande parte da Região Central de Goiânia. Os trabalhos de construção tiveram início em março, pelo Setor Norte Ferroviário. O prazo para conclusão da obra, no sentido Norte-Sul, é dezembro deste ano. A rede completa deverá estar pronta em agosto de 2020.

A obra que começa nesta quarta será construída por meio de um novo método. O objetivo é acelerar a conclusão. Primeiro será feito o rebaixo da pista, em seguida o subleito (etapa da terraplanagem), depois será executado o serviço de drenagem. A pavimentação é a última etapa.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, a mudança na estratégia para o próximo trecho possibilitará um melhor aproveitamento na parte de execução, e a diminuição gradual no tamanho da tubulação (de 800 mm até 500 mm) também trará um ganho na produtividade, fato que refletirá nos dias de chuva e no prazo para a conclusão.

“A mudança na estratégia de execução da obra vai permitir um ganho de produtividade e outro fator importante é que o tamanho da tubulação que será usada a partir desse trecho será menor que nos trechos anteriores e pode ser assentada diretamente no subleito da pavimentação, com isso não teremos graves problemas com relação às chuvas”, declarou.

Requalificação

Além da rede de drenagem e da pista do BRT, as obras contemplam ainda a revitalização de toda a via, com melhoria no sistema de iluminação por lâmpadas Led; sinalização horizontal, vertical e semafórica, com semáforos inteligentes; e calçadas acessíveis e arborizadas; substituição dos pontos de ônibus.

O orçamento para a execução das obras nesse trecho da Avenida Goiás até a Praça Cívica é de R$ 40,5 milhões.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *