Publicado edital para reconstrução asfáltica de 630 km de ruas da Capital

No total, 628 ruas e avenidas terão a pavimentação asfáltica reconstruída, número correspondente a 7.412.758,73 m² de via

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Seinfra, publicou no Diário Oficial dessa quarta-feira, 31, aviso de licitação referente à Concorrência Pública nº 025/2019, do tipo menor preço, para contratação de empresa para executar as obras de restauração e reconstrução das ruas da Capital. A abertura da licitação será no dia 2 de setembro, às 9h, na sala de licitações da Secretaria Municipal de Administração – SEMAD. O edital está disponível no site da Prefeitura: www.goiania.go.gov.br.

O processo licitatório atende ao programa da Prefeitura de Goiânia de recuperar a pavimentação asfáltica de 630 km de ruas – 628 ruas e avenidas, que correspondem a 7.412.758,73 m² –, em todas as regiões da cidade, que sofrem com aparecimento de buracos, principalmente no período de chuva, e com o desgaste próprio do tempo de vida do pavimento, fornecendo solução definitiva para os problemas e melhorando o tráfego de veículos na cidade.

O prefeito Iris Rezende destaca que a empreitada será no sentido de substituir a pavimentação asfáltica antiga, que já não responde mais às operações de tapa-buracos. “Temos que dar respostas rápidas para as urgências do município”, afirma. Sobre o crédito para realização da obra, lembra que “a Caixa é detentora da conta da Prefeitura de Goiânia e, portanto, sabe o que o município tem e o que pode financeiramente”. Ele diz, ainda, que o conjunto das intervenções de recapeamento terá impacto positivo para o conjunto da população ao favorecer a mobilidade urbana, diminuir o número de acidentes e garantir mais conforto para moradores que usam ônibus e veículos particulares.

Com orçamento de R$ 400 milhões, incluindo a supervisão e sinalização das vias, oriundos do tesouro municipal, a obra é dividida em quatro lotes, que compreendem todas as regiões de Goiânia. O serviço deverá ser executado de acordo com as normas, especificações e métodos da ABNT (aprovados, recomendados ou projetados) e, ainda, com uso de materiais de qualidade, modelo, marca e tipo aprovados pela SEINFRA.

De acordo com o edital, a empresa vencedora da licitação terá um prazo de até 24 meses para execução do serviço, por lote, e deverá começar a execução 72h, após a emissão da ordem de serviço.

Para o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, reconstruir 630 km de vias será um dos grandes desafios da gestão, pois significa mudar a pavimentação asfáltica em todas as regiões, numa área que abrange praticamente toda a cidade.

“Goiânia possui ruas asfaltadas há mais de 60 anos, cuja vida útil já se esvaiu, e outras que já estão tomadas por buracos, onde realizamos operação diariamente, o que acaba sendo oneroso para a administração. Com a reconstrução das vias, teremos praticamente outra malha viária na Capital, que promoverá um trânsito mais seguro e, indiretamente, trará mais economia ao motorista, porque a fluidez e a mobilidade serão muito maiores. É desafiador, pela grandeza e pela ousadia do nosso prefeito em promover essa repaginação nas vias da nossa Capital”, destaca.

Outro ponto destacado pelo Secretário é a geração de empregos que a obra trará. “São 630 km a serem reconstruídos, certamente centenas de ofertas de emprego serão geradas com essa empreitada, contribuindo com o desenvolvimento não só de Goiânia, como do Estado também”.

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *