Goiânia supera metas do projeto Aula Digital e apresenta resultados em encontro nacional

Equipe da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) formou mais educadores do que o estipulado pelo programa. Evento foi realizado em Guararema, São Paulo

Entre os dias 29 de julho e 1º de agosto foi realizado o I Encontro de Formadores do projeto Aula Digital, iniciativa nacional da Fundação Telefônica Vivo em parceria com o poder público, Na ocasião, equipes das cidades que realizam o projeto apresentaram resultados e relatos de experiência das atividades propostas. Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), superou as metas propostas de formação de educadores.

O objetivo do projeto Aula Digital é oferecer formação continuada aos educadores, a fim de despertar a adoção de metodologias de ensino inovadoras, aliadas a tecnologia. Além da formação continuada na plataforma, também é realizado acompanhamento in loco das instituições que aderiram ao programa. Na Capital, a meta inicial era de cem instituições participantes e 700 educadores formados no primeiro semestre de 2019. Passado o período, a SME conseguiu a adesão das cem unidades e a formação de 794 educadores, superando as metas estipuladas.

Realizado em Guararema, São Paulo, o evento contou com a participação de equipes de Manaus, Sergipe, Viamão, Vitória de Santo Antão e Goiânia. Pela nossa capital, foram no encontro a equipe da Gerência de Tecnologia Educacional de SME, liderados pela professora e gerente Luciana Barbosa de Freitas. O encontro teve como objetivo favorecer a integração entre as equipes, trocar experiências e apresentar os resultados obtidos.

Para Luciana, “o I Encontro de Formadores do Projeto Aula Digital, da Fundação Telefônica Vivo, foi um momento de grandes aprendizados e trocas de experiências. Imersos quatro dias no contexto de inovação tem sido incrível. O sentimento é de ressignificação de nossa prática, vivenciar metodologias ativas, maior integração com os conteúdos do Aula Digital e com as equipes de outros municípios/estados. O que tem favorecido a socialização e trocas de práticas diversas. Tudo isso nos deixam mais sensíveis ao Projeto e mostra que estamos trilhando por caminhos de inovação e tecnologia, dentre outras coisas”, destacou.

Núbia Alves, da Editoria de Educação e Esporte

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *