Educação fecha semestre com 25 mil atendimentos nos Mutirões da Prefeitura

Pasta ofereceu atividades pedagógicas, ambiente de leitura, mudas de hortaliças, oficinas de robótica criativa e reformas de unidades educacionais

Um fator marcante das gestões do prefeito Iris Rezende é a realização de Mutirões em bairros periféricos de Goiânia. O Mutirão tem como objetivo levar serviços da administração municipal para perto da população carente, e parte importante desses serviços é oferecida pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) que, apenas no primeiro semestre, levou cerca de 25 mil atendimentos a toda população em seus estandes.

A SME atendeu tanto as crianças quanto os adultos nas estruturas montadas periodicamente pela cidade. Para os pequenos, desde a primeira edição do ano, realizada em abril, no Parque Industrial João Braz, a pasta proporcionou diversas atividades e dinâmicas pedagógicas, como oficinas de desenho livre, dobradura e dedoche, ambiente de leitura, contação de histórias e brincadeiras interativas, como jogos matemáticos, pescaria e boca do palhaço.

Para os adultos, a pasta desenvolveu o Circuito Reciclar é Legal, no qual a população leva resíduos sólidos, como garrafas pet e latas de alumínio, e trocam por mudas de hortaliças cultivadas por meio do projeto Horta Escolar. Somente no primeiro semestre, nas quatro edições do Mutirão, o estande da SME recolheu mais de 200 quilos de resíduos, totalizando cerca de 9,4 mil mudas entregues, dentre elas pés de pimenta, manjericão, acelga, jiló e alface.

A inovação da Educação nos Mutirões no primeiro semestre foi a apresentação do modelo da salas modulares e o desenvolvimento das oficinas de robótica criativa dentro desses espaços. Na SME, há o Núcleo de Tecnologia Educacional, responsável por elaborar e cuidar das propostas tecnológicas da rede. Por meio desse núcleo, foram levadas para os Mutirões oficinas em que as crianças criavam robôs (motos, carros e humanóides) a partir de materiais recicláveis, como palitos de picolé e tampas de garrafas.

Escola Viva

Além dos serviços com atendimentos pessoais nos estandes, a SME também levou para os Mutirões o Programa Escola Viva, que tem por objetivo a manutenção predial constante das instituições de ensino. Das 141 unidades de ensino já contempladas pelo programa, 67 delas tiveram recursos liberados dentro da programação de Mutirão e passaram por reparos elétricos e hidráulicos, troca de telhado, pintura e limpeza geral, entre outros. Ao todo, em ações gerais do primeiro semestre, a Prefeitura já investiu R$2,5 milhões de reais no Escola Viva.

Núbia Alves, da Editoria de Educação e Esporte

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *