Revitalização da Praça do Trabalhador entra na segunda semana dentro do cronograma de trabalho

Com oito dias de trabalho intenso, as obras de revitalização da Praça do Trabalhador seguem o cronograma estipulado para cumprimento do prazo de cinco meses para entrega

Nesses primeiros dias de revitalização da Praça do Trabalhador, foi feita a instalação do canteiro de obras, cercamento da área, locação topográfica, remoção de 95% do piso, com transporte de concretos, entulhos e asfalto antigo, e iniciadas a terraplenagem e a construção de um banheiro e da administração. Seguindo a autorização da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), foram removidas 35 árvores das espécies sete-copas, pau-formiga, pau-ferro, ipê, jacarandá-mimoso, palmeira-rabo-de-peixe. Todas com suas condições fitossanitárias comprometidas. Haverá compensação ambiental, ou seja, plantio de espécies em substituição às removidas.

Durante esta semana, os operários trabalharão na retirada do restante do piso e continuarão a terraplenagem, com o intuito de concluir 50% do serviço e construir 15% da base BGS e a concretagem da fundação do primeiro banheiro e da administração. A expectativa também é, com a liberação da Amma, remover as 37 árvores.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, paralelamente à revitalização, a Prefeitura vai executar todas as demais obras complementares que formam o complexo da Praça do Trabalhador, que são as áreas lindeiras e os trechos do BRT e da Avenida Leste-Oeste.

“São obras complementares e vamos executar simultaneamente, num esforço concentrado para entregar todas elas no prazo estipulado nos contratos. Goiânia só tem a ganhar, pois são obras valiosíssimas para o desenvolvimento da nossa Capital”, declara.

Avenida Leste-Oeste: orçada em R$ 33.315.022,11, a nova etapa vai desafogar o trânsito em uma das regiões mais movimentadas de Goiânia.  O trajeto terá 8,1 km e cortará a Praça do Trabalhador em duas partes: uma maior, entre a Leste-Oeste e rua da Rodoviária, e a outra menor, localizada entre a Leste-Oeste e a Rua 67-A, chegando até Senador Canedo. Na área menor paralela à Rua 67-A, será implantada, em toda sua extensão, uma linha de floreiras com bancos, com o estacionamento permitido apenas para ônibus. A execução da obra é de responsabilidade da Construtora Sobrado.

BRT Goiás Norte: As obras do BRT serão retomadas, após a construção da rede de drenagem alcançar a Avenida Goiás, com revitalização completa – calçamento, paisagismo, iluminação, sinalização de trânsito – com previsão de término para agosto do próximo ano.

A rede de drenagem começou a ser construída em maio e, por ser o trecho mais complexo, começou pela Rua 4, no Setor Norte Ferroviário, onde fará o lançamento no Capim Puba, de lá passará pela Avenida Oeste, no Setor Marechal Rondon, seguirá pela Rua 74 e subirá a Avenida Goiás, cruzará a Avenida Independência e chegará até à Praça Cívica. Entre a Independência e a Praça Cívica, cerca de 1,9km, a rede será dupla.

O trecho entre o Setor Norte Ferroviário e a Avenida Independência deverá ser concluído até o final do próximo mês.

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *