Cmei Goiânia Viva realiza projeto de reciclagem e criatividade com as crianças

Projeto de reutilização cria a prática de novos atos, alimenta a criatividade e estimula um sentimento de valorização a saúde do planeta

Desde o início do ano letivo, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Goiânia Viva desenvolve o projeto “Vamos Reutilizar”. O projeto incentiva a necessidade da reutilização de materiais recicláveis, objetivando a integração e a harmonização entre o ser humano e o meio ambiente para uma melhor qualidade de vida. A iniciativa envolve alunos do agrupamento de quatro e cinco anos da unidade, sob a orientação da professora Denise Sant’ana e os auxiliares Henrique César e Rosana Borges.

Um dos objetivos do “Vamos Reutilizar” é estimular a prática de novos hábitos, criar novos valores e sentimentos que mudem as atitudes em relação a saúde do planeta, bem como incentivar a criatividade além de apreciar e refletir sobre o produto final. A iniciativa partiu do grande interesse demonstrado pelas crianças pela história infantil “A borboleta e a lagarta”. Denise e os auxiliares, então, tiveram a ideia de construir réplicas a partir de objetos recicláveis. Assim, surgiram lagartas feitas com cartela de ovos, borboletas com rolos de papel higiênico e a criatividade foi só crescendo!

Muitas contribuições chegaram das famílias, possibilitando que os envolvidos tivessem mais ideias de reciclagem, como pinturas em caixas de pizza, que resultou em capa de um portfólio, palitos de picolés e prendedores de roupas que viraram libélulas e enfeitaram móbiles, quadros produzidos com pratos de isopor, carrinhos feitos a partir de garrafas pet, além de objetos de decoração resultantes de CD’s e LP’s antigos. Tudo muito colorido pelos pequenos com a tinta guache! Ah, e sabem ao som de qual canção? A música Aquarela, do compositor Toquinho.

As famílias ainda, providenciaram materiais que seriam descartados em casa. O auxiliar Henrique doou um suporte que seria descartado por um supermercado e que serviu para ser a grande flor da história. Os alunos, então, a pintaram, assim como as lagartas e borboletas. De forma democrática, cada criança pode escolher com qual bicho gostaria de trabalhar e, posteriormente, um painel mural foi construído coletivamente. Os azulejos também foram coloridos para servir de cenário para a exposição dos trabalhos.

Foi escolhido para expor os trabalhos, a montagem de um painel mural, um espaço para mostrar para todas as produções dos alunos, onde tem um breve texto contando de onde surgiu o interesse das crianças pela reutilização. “Fixamos a história deste painel, expondo as atividades das crianças desde o início. Após a finalização, todos foram convidados a apreciar o que fizeram e registramos este momento com a “Sacola Literária”, outro projeto da instituição, reforçando a importância das histórias na vida das crianças”, relata a professora Denise.

O Painel Mural é uma das propostas pedagógicas dos Documentos Curriculares da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) está relacionada à socialização das produções de alunos da Rede. O espaço torna-se, assim, o suporte para apresentação de fotos e produções autorais, compartilhando os principais aspectos vividos pelas crianças. A intenção é criar estratégias para o registro e acompanhamento das aprendizagens alcançadas nos cuidados e educação de crianças de 0 a 5 anos.

Adriene Bastos, da Editoria de Educação e Esporte

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *