Após Caiado, reitor da UFG também quer parceria com Mutirão

Edward Madureira prestigiou o último dia da frente de serviços que realizou mais de 40 mil atendimentos; em 20 edições, Mutirão proporcionou um milhão de benefícios à população de Goiânia

Após o governador Ronaldo Caiado, foi a vez do reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira, prestigiar o Mutirão da Prefeitura na região Noroeste de Goiânia. Assim como Caiado, Edward também tem interesse em juntar forças na ação para atender mais pessoas.

‘A gente já tem várias parcerias com a prefeitura tanto na área de Educação como na Saúde, Cultura e Planejamento. Vim fazer uma visita ao nosso Centro de Referência de Oftalmologia do Hospital das Clínicas, o Cerof, que disponibilizou mil consultas nesta edição do Mutirão”, disse Madureira.

O reitor citou também as possibilidades para expandir as parcerias com a prefeitura nos próximos mutirões. A região Noroeste é próxima ao Campus e a participação na frente de serviços facilita, conforme o gestor, a presença das instituições próximas do povo. “Onde o poder público não tem muita facilidade de chegar o Mutirão encurtar esse caminho”, acredita.

Após visitar os estandes, o reitor acompanhou o prefeito Iris Rezende e auxiliares na visitação à Maternidade Nascer Cidadão (MNC), no Jardim Curitiba. Unidade foi inaugurada em 2000 para atender a região Noroeste, mas após virar referência é procurada por municípios limítrofes como Goianira e Trindade. No local são realizados dois mil atendimentos e 350 partos por mês, 65% dos partos normais. Segundo o diretor Rogério Rocha o foco é a humanização. “A mãe tem direito a acompanhante, redução da dor e todos os testes durante a internação. Visita o dia todo e alimentação especial. A opinião da mãe é levada em conta em todo processo”, explica.

O prefeito também visitou a área onde passará o prolongamento da Avenida Goiás, que irá até próximo a Goianira, no Jardim Primavera, ligando à GO-070 e por último foi até a obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região que será retomada. “Já notamos a diferença aqui na região após três mutirões realizados aqui. Os bairros estão bem cuidados, limpos, sem buracos, bueiros limpos, sinalização feita, escolas, creches e postos de saúde reformados. Feito o dever de casa, o básico, agora podemos tocar as grandes obras para desenvolver ainda mais essa grande região de Goiânia”, afirmou Iris Rezende.

Mutirão

Durante dois dias, 120 serviços da administração municipal ficaram à disposição da população. No sábado e domingo os moradores do Jardim Curitiba e bairros vizinhos tiveram acesso a serviços de saúde, Assistência, Secretaria de Finanças, Meio Ambiente, Educação, Direitos Humanos com emissão de documentos e demais secretarias da Prefeitura.

Lucas Altamiro, morador do bairro da Vitória, procurou atendimento no Sine para cadastrar no curso de frentista. “Soube que o mutirão estava aqui na minha região e vim me cadastrar para qualificação profissional”, explica. Valquiria Nogueira, moradora do bairro São Domingos, foi ao estande da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) para fazer o cadastro no Programa Bolsa Família. Além do serviço ela procurou um atendimento no oftalmologista. “Encontramos tudo aqui”, resume.

Reformado pela atual gestão, o Clube do Povo, na Vila Finsocial, solicita exame para quem pretende fazer aula. Por isso, Amélia Maria Correia, vizinha ao clube chegou no mutirão às 7h30 para fazer eletrocardiograma do filho Daniel de 9 anos. “Meu filho faz natação e precisamos renovar a matrícula dele. Solicitei o exame e a prefeitura me ligou para trazer o Daniel no mutirão fazer o exame. Estou muito feliz”, comemora.

Durante toda a semana equipes da prefeitura focaram em resolver demandas de infraestrutura na região. Com mais de 40 mil atendimentos nesta edição, o Mutirão da Prefeitura chega a marca de um milhão nas 20 edições da atual gestão. “É o espírito de solidariedade tomando conta dos servidores e comunidade para que construímos soluções juntos para nossa cidade. Os mutirões vão continuar para estarmos cada vez mais próximos do povo”, conclui Iris Rezende.

Antonio Bento, da Diretoria de Jornalismo
Fotos: Paulo José

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *