Sarau Ambiental: Noite de diversidade no Parque Flamboyant

Iniciativa da Prefeitura de Goiânia, por meio da parceria entre SME e AMMA, reuniu comunidade e alunos da Eaja

A última segunda-feira do mês de abril, 29, foi encerrada com muita música ao vivo, apresentações culturais de alunos, povos indígenas, e um clima especial de socialização ao ar livre e à beira do lago do Parque Flamboyant. A programação especial foi a primeira edição, deste ano, do Sarau Ambiental, promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) em parceria com Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), por meio do projeto Educação pelos Parques.

O Sarau reuniu alunos da Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos (Eaja) de três escolas municipais localizadas na mesma região do parque. Aluna da Escola Municipal Isabel Esperidião, Poliane Nunes, marcou presença o no evento e aplaudiu a iniciativa. “Eu tenho uma filha de 16 anos que também estuda na mesma escola que eu. Estamos juntas buscando aprender cada vez mais e acho que a Educação Ambiental é muito importante, porque precisamos ter consciência do quando a natureza precisa de cuidado. Além disso, eu trabalho o dia todo dentro de uma loja, e uma ação como o Sarau é uma oportunidade de sair da rotina um pouco, aqui é um parque lindo, bom para distrair, divertir”, afirmou.

De acordo com a gerente de projetos da SME, Malu Ramos, a intenção do projeto Sarau Ambiental é justamente essa. “Nós queremos promover exatamente essa aproximação entre os alunos e os parques da cidade. Os nossos bens públicos precisam ser valorizados e a Educação Ambiental, proporciona isso. Certamente, ela é muito importante na questão da conscientização dos cuidados que a sociedade precisa ter. Nosso foco é atingir todos os nossos alunos, de todas as idades e modalidades”, pontua.

Parceira na ação, a diretora de Gestão Ambiental da AMMA, Flaviana Lima Oliveira Esteves, comemorou os bons resultados do Sarau. “Educação Ambiental e Sustentabilidade andam juntas. Essa parceria de AMMA de SME existe desde 2017 e iniciamos o trabalho no Parque Areião e no Parque Bernardo Élis. Como deu muito certo, a intenção foi expandir para outros parques, não só para alcançar os moradores das regiões, como também trazendo os alunos das escolas municipais para conhecer os mais de 40 parques que temos na cidade. Os alunos estão sendo educados e formados também nas questões ambientais. Isso é fundamental”.

Outra aluna que marcou presença no Sarau foi a Ednalva da Silva Santos. Ela veio do Ceará (CE) para morar, trabalhar e estudar em Goiânia. Aluna da Escola Municipal Jalles Machado há 15 dias, ela ficou surpresa com a atividade extraclasse. “Muito bom! Estou gostando muito da escola, das atividades. Acho ótimo aprender sobre coisas novas. Tem sido muito bom estar aqui em Goiânia, é uma cidade linda e com parques lindos também. Adorei conhecer!”, declarou.

O coordenador pedagógico da mesma escola, Marcos Leonardo Leite, contou que foi a primeira vez que acompanhou a turma da Eaja em um projeto como o Sarau. “Acho válida qualquer iniciativa que favorece a cultura e o meio ambiente. Principalmente, aos alunos da rede pública que, em sua maioria, não tem oportunidade de ter tanto acesso à cultura, lazer, e a escola proporcionar isso é ótimo para eles”, conclui.

A equipe de organização prepara um cronograma com mais cinco edições do Sarau Ambiental para o decorrer do ano letivo. E o projeto Educação pelos Parques segue o calendário com atividades semanais de visitação dos alunos aos parques da Capital.

Lívia Máximo, editoria de Educação e Esporte

Fotos: Benjamin Bagmanian

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *