Campanha de Vacinação contra a Influenza em Goiânia terá início dia 10 abril

Objetivo é imunizar no mínimo 90% do público-alvo. A capital receberá 472.400 doses da vacina influenza

Na manhã desta sexta-feira, 05, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde divulgou as informações sobre a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza que será realizada em todo o País. Em Goiânia, a abertura oficial da campanha será na próxima semana, dia 10 de abril, no Centro de Saúde da Família do Residencial Ville De France.

Durante entrevista coletiva à imprensa, a Superintendente Flúvia Amorim  detalhou as ações e procedimentos da campanha na capital. ”Nós precisamos do empenho de todos para que a população fique bem informada sobre a importância da vacina”, disse.

A Campanha de vacinação tem um público específico ou de risco, que está mais exposto ao vírus, que são as gestantes, puérperas (mulheres que deram a luz há pouco tempo), crianças, trabalhadores da saúde, idosos, comorbidades (doentes crônicos), professores,  população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A meta é  vacinar, no mínimo, 90% dos grupos prioritários para a vacinação, o que representa aproximadamente 404.610, da população total de 449.567. O período da campanha será de 10 de abril à 31 de maio.

A Prefeitura de Goiânia irá disponibilizar 56 postos de vacinação espalhados por todas as regiões da Capital. O horário de funcionamento dos postos será das 8h às 17h.

A vacina influenza
Nesta Campanha, a vacina utilizada protege contra dois tipos de influenza A (H1N1 E H3N2), e um tipo de influenza B e contém as cepas: A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09, A/Switzerland/8060/2017 (H3N2) e B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87).

O município  receberá 472.400 doses da vacina influenza de forma parcelada e visando melhorar o atendimento aos grupos prioritários e minimizar as filas, em Goiás a vacinação ocorrerá conforme cronograma abaixo:

Vale ressaltar que a apresentação de documento de identificação é obrigatória para todos os grupos prioritários. Portadores de doenças crônicas deverão levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina. As puérperas no período de até 45 dias após o parto, deverão apresentar documento que comprove a gestação (certidão de nascimento, cartão da gestante entre outros). Professores e trabalhadores da saúde, deverão apresentar documento que comprove vinculo ou categoria profissional.

Confira aqui as listas dos postos de vacinação.

Confira aqui a tabela com a categoria das comorbidades com indicação da vacina Influenza sazonal.

Anna Carolina Cruz, da editoria de Saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *