Seinfra utiliza tecnologia no combate à erosão

Monitoramento das áreas de riscos conta com a ajuda de um drone para obter imagens precisas em locais de difícil acesso

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra) faz uso da tecnologia no combate da erosão na Vila Maria Luiza, na região leste de Goiânia.  A Seinfra atua desde outubro na Rua Uruguai, via que faz a ligação entre o Jardim Novo Mundo e a Vila Maria Luiza. Para isso, a pasta dispõe de um drone para facilitar o trabalho de vistoria em áreas de riscos. A erosão que teve início em 2016 estava avançando e oferecendo riscos aos moradores locais, erodindo o solo e destruindo a vegetação existente. Até agora, a Seinfra contabilizou mais de 600 caminhões produtos (terra e pedras) para combater o processo continuado de erosão.

O secretário Municipal de Infraestrutura, Dolzonan da Cunha Mattos, explica que ainda serão necessárias mais de mil carretas de materiais para a conclusão dos serviços. “Uma obra como essa exige muita determinação. Serão utilizados mais de 12.000 m³ de materiais de aterro. Estamos trabalhando para que os serviços de combate à erosão no local sejam finalizados ainda esse ano”, explicou.

A gestão municipal, segundo Dolzonan, faz uso de tecnologia para realizar o monitoramento das áreas de riscos. “Com a ajuda do drone, são feitas imagens precisas em locais de difícil acesso”, finalizou. Para o engenheiro civil Marcelo Torrúbia, gerente de obras da Seinfra, o uso do equipamento proporciona maior segurança e visibilidade da erosão em cada local existente. “O drone  ajuda-nos muito nos locais de difícil acesso. Com o uso dessa tecnologia, podemos ter um diagnóstico mais preciso, o que facilita muito o nosso trabalho”, pontuou.

Histórico
No início deste semestre, a Seinfra  executou a recuperação da passarela que dava acesso aos dois bairros, beneficiando cerca de 300 alunos que enfrentam o trajeto diariamente. Operários da Seinfra fizeram reparos estruturais de soldas elétricas, recuperação da base de sustentação, troca total do assoalho metálico e o reforço dos corrimões. Além disso, os trabalhadores pintaram toda a estrutura e aumentaram o comprimento dos corrimões para oferecer maior segurança às pessoas que passam pelo local.

Guilhermino Vieira, da editoria de Infraestrutura e Serviços Públicos
Fotos: Marcelo Torrúbia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *