Prefeitura mobiliza lideranças para reforço de obras na capital

Prefeito reúne ministro das Cidades, superintendente da Caixa e políticos eleitos para garantir recursos para obras na Capital

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, recebeu nesta sexta-feira, 19, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, juntamente com deputados e políticos eleitos por Goiás. Durante o encontro, o grupo conversou sobre o andamento de obras em Goiânia com recursos federais, entre elas, o BRT e a continuidade da Avenida Leste/Oeste.

Participaram também do encontro a superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marise Fernandes, os deputados federais Daniel Vilela, Heuler Cruvinel, Pedro Chaves, o senador eleito Vanderlan Cardoso, além de secretários municipais. Iris mobilizou apoio político para garantir recursos para conclusão de obras em andamento e lançamento de novas frentes.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, ressaltou a força tarefa liderada pela gestão municipal na retomada de obras na cidade. “Durante 11 meses no Ministério, trabalhamos para retomar o BRT, maior obra de mobilidade de Goiânia. Fico impressionado com a vitalidade do nosso prefeito Iris Rezende, que busca mais recursos em Brasília, tem visitado muitos gabinetes de deputados e um prestígio muito grande, pela história e trabalho dele”, afirmou.

A reunião visou garantir o reforço da maior obra em andamento na Capital. “Queremos dar continuidade a mais uma etapa do BRT, construir o viaduto entre a Jamel Cecílio e 136, retomar também a Leste Oeste, trazer mais 1.500 unidades habitacionais para Goiânia, entre outros projetos aprovados. Só para a próxima etapa do BRT, são 30 milhões em recursos”, pontuou Baldy.

O BRT vai ligar a cidade de norte a sul e contemplará alguns bairros de Aparecida. Os pontos finais serão os terminais Recanto do Bosque e Cruzeiro do Sul. Ao todo, o corredor terá 21,7 km de extensão, 12 terminais de integração e 40 estações de embarque e desembarque. Deve atender 120 mil pessoas por dia. O investimento total é de R$ 271 milhões, sendo R$ 141 milhões de financiamento da Caixa Econômica, R$ 70 milhões em recursos do Tesouro Federal e resto de contrapartida da Prefeitura. A previsão para o término da obra é março de 2019.

Desde o início da gestão, Iris busca investimentos para Goiânia com representantes do governo federal, estadual e parlamentares. O propósito é destravar 13 grandes obras e dezenas de médios equipamentos públicos que juntos somam mais de R$ 200 milhões . “Trabalhamos dia e noite para ajustar a prefeitura, retomar os investimentos e concluir todas as obras que recebemos paradas e ainda lançar novas”, conclui Iris.

Antonio Bento, da Diretoria de Jornalismo.
Foto: Paulo José

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *