Prefeitura lança início da elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico

A partir de hoje está aberto o diálogo com a população sobre abastecimento de água, esgoto, resíduos sólidos (lixo) e drenagem da água da chuva

O início dos trabalhos de elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Goiânia foi apresentado na manhã de hoje, 20, em solenidade no Paço Municipal. O prefeito Iris Rezende agradeceu a todos os envolvidos nesse processo, pela preocupação e engajamento na construção de um sistema capaz de suportar o crescimento da Cidade. “Goiânia precisa de programas como este, que está à altura da metrópole que é. Falo isso com a tranquilidade de um gestor que há muito tempo se preocupa com a questão da água, do saneamento. Construí, lá atrás, o sistema de captação do João Leite, que abastece a cidade até hoje. Precisamos avançar. E é o que estamos fazendo”, afirmou o prefeito.

A partir de hoje está aberto o diálogo com a população sobre os quatro componentes do saneamento básico: abastecimento de água, esgoto, resíduos sólidos (lixo) e drenagem da água da chuva. Por meio de urnas distribuídas em pontos estratégicos de Goiânia ou questionário via internet, a sociedade poderá dar sua contribuição até o dia 4 de setembro. A expectativa, segundo o presidente da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Goiânia (ARG), Paulo César Pereira, é coletar na comunidade informações a respeito dos serviços prestados em cada região da Capital, conhecer as possíveis deficiências e receber também sugestões para o PMSB.

Segundo o presidente, a elaboração do PMSB precisa ser conhecida, sobretudo, como uma ação de cidadania. “Após enxergar as pessoas e suas necessidades, o Plano vai apresentar soluções efetivas para o saneamento de Goiânia e melhorar a qualidade de vida da população”. O presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), Gilberto Marques Neto, destacou a preocupação do prefeito de Goiânia em sempre abrir debate com a população sobre todas as políticas públicas, como foi com o Plano Diretor e será agora na construção do PMSB. Ele lembrou que a sociedade pode participar também por meio das pré-conferências, que terão início amanhã, 21, e serão realizadas em todas as sete regiões de Goiânia.

De acordo com Thiago Von Sperling, coordenador do Consórcio Diefra Esse, empresa vencedora da licitação e executora do PMSB, a elaboração do Plano vai contribuir com a qualidade de vida da população, viabilizando promoção da saúde pública, a transparência do setor de prestação de serviços, sustentabilidade econômica, o diálogo com demais áreas, como o Plano Diretor, e a universalização do acesso aos serviços de saneamento. Ele explicou ainda que a atual fase é a de coleta e tratamento de dados de água, esgoto, resíduos e drenagem em Goiânia.

>> Locais das urnas para consulta pública
>> Agenda das Pré-conferências
>> Questionário

Saiba mais

Pré-conferências do plano de saneamento básico de Goiânia começam nesta terça
Prefeitura apresenta plano de saneamento básico de Goiânia

Mayara Chagas, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *