Horta comunitária chega ao Parque Linear Macambira

No total, Sedetec registra implantação de 17 espaços para cultivo de hortaliças na Capital. Desta vez, contempla área localizada no Setor Novo Horizonte.

A união dos programas Horta para Todos e Urbano Ambiental Macambira Anicuns (Puama) promoveu importante ação para benefício da Capital e de seus moradores. O resultado do trabalho conjunto foi a implantação de mais uma horta comunitária que, desta vez, contempla a área do Parque Linear Macambira, localizado no Setor Novo Horizonte.

A criação do espaço já estava previsto nas diretrizes do Puama, sendo uma exigência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que é parceira deste projeto. Desta forma, a determinação foi repassada ao órgão responsável da Prefeitura de Goiânia, a qual foi efetivada na manhã desta terça-feira, dia 14, pela equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), via Diretoria de Abastecimento e Agricultura Familiar.

A área reservada para receber a horta, segundo o diretor Rodrigo Miranda, tem cerca de 200 metros quadrados. “No local, foram plantadas 1,5 mil mudas de hortaliças variadas, cultivo que será monitorado por dez pessoas, entre membros da comunidade e servidores da Agência Municipal do Meio Ambiente, resultando em uma verdadeira integração social”, explica.

O trabalho na horta comunitária seguirá os moldes do que foi idealizado pela primeira-dama de Goiânia, Íris de Araújo, é o que ressalta o titular da Sedetec, Ricardo De Val Borges. “Ao projetar, em 1982, o Programa Horta para Todos, Dona Íris viu a oportunidade de promover o cultivo de alimentos em um ambiente de confraternização. E é justamente por estimular a rotina de cooperação e coletividade, além de fomentar o consumo de alimentos saudáveis e eliminação de espaços ociosos, que o projeto é, hoje, um sucesso e que conta com a colaboração de vários moradores da cidade”, diz o secretário.

Ricardo De Val lembra que o início do Horta para Todos foi celebrado com a instalação da Horta Modelo no Paço Municipal, em abril de 2017. A área recebe cultivo de hortaliças e também é o espaço da Horta Escola, que já formou 45 alunos no Curso de Hortas Urbanas. Os produtos colhidos são doados ao Banco de Alimentos da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), programa que distribui arrecadações a 198 entidades socioassistenciais, beneficiando aproximadamente 260 mil pessoas, entre crianças, adolescentes e famílias.

Após implantação da Horta Modelo, o secretário destaca que outras 16 hortas foram feitas pela cidade. Elas estão localizadas nos bairros Jardim Guanabara, Santa Genoveva, Residencial Orlando de Morais, Campinas, Vila Mutirão, Morada do Sol, Real Conquista, Itaipu, Buena Vista, Jardim do Cerrado, Santa Rita, Jardim Novo Mundo, Grande Retiro, Aruanã e Vitória.

“Esta última horta fizemos para atender um pedido da Associação de Idosos do Bairro da Vitória. Inserimos esse espaço durante as atividades do Mutirão no Jardim Curitiba I, evento que ocorreu nos dias 10 e 11 de agosto. E, hoje, celebramos a implantação de mais uma horta, totalizando 17. Nossa alegria é imensa por conseguirmos ampliar ainda mais as ações deste incrível projeto”, finaliza Ricardo De Val.

Luciana do Prado, editoria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *