Obra do Hospital e Maternidade Oeste será retomada

Termo de Reinício de Obra Pública assinado pela Prefeitura de Goiânia determina o reinício da obra sem custos adicionais de valores

A obra do Hospital e Maternidade Oeste, localizada no Conjunto Vera Cruz, será retomada nos próximos dias, conforme Termo de Reinício assinado na última sexta-feira, dia 29 de junho, entre a Prefeitura de Goiânia e a construtora Elmo Engenharia. A retomada da obra só foi possível após a Prefeitura conseguir aval da Controladoria Geral da União (CGU) para conceder aditivo de prazo à construtora, sem custos adicionais para o município e a União.

‘Como havíamos anunciado anteriormente, o problema não era dinheiro, tínhamos que encontrar uma maneira de conceder o aditivo de prazo solicitado pela empresa, e isso foi possível com o aval da CGU. O dinheiro da contrapartida da Prefeitura de Goiânia, os R$ 800 mil, já está disponível’, afirma a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué.

De acordo com o departamento de Engenharia da Prefeitura de Goiânia, 31% da obra do Hospital e Maternidade Oeste estão prontos e o aditivo de prazo será solicitado em outubro, dois meses antes do término do contrato com a empresa Elmo Engenharia.

O Hospital e Maternidade 

O Hospital e Maternidade Oeste contará com 15 mil metros quadrados de área construída e, depois de pronta, atenderá moradores de toda Goiânia, em especial das regiões Oeste, Campinas, Sudoeste e Centro. O investimento é de mais de R$ 49 milhões. O local terá capacidade para realizar cerca de 800 partos por mês quando estiver em pleno funcionamento.

A unidade contará com 179 leitos, sendo 62 de obstetrícia, 23 de ginecologia, 31 leitos pediátricos, 10 leitos de UTI neonatal, 14 nove leitos de cuidados intermediários, cinco berçários, duas salas de observação pediátrica, duas salas de intercorrência pediátrica, oito leitos de observação, duas salas de emergência, cinco salas de recuperação pós-anestésica e 15 salas de parto normal. A assistência à saúde da mulher vai contemplar ainda programas como prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), prevenção de câncer, além de oferecer especialidades desde o pré-natal até a assistência à mulher e ao recém-nascido.

Sirlene Mendonça, da editoria de Saúde.
Foto: Ascom da SMS

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *