Excesso de velocidade lidera infrações em novos fotossensores

SMT apresenta dados das 119 faixas que começaram a operar em maio

Balanço dos novos fotossensores que começaram a funcionar na capital aponta que o excesso de velocidade foi a principal infração provocada por condutores. No dia 10 de maio 59 faixas começaram a operar e 60 faixas em 1° de junho.

Foram colocados em operação novas 119 faixas. A previsão é que todas as 643 faixas, que constam no contrato com a empresa estejam operando nos próximos meses. Mais de 500 faixas já foram instaladas e 274 monitoram o trânsito atualmente.

Após a instalação e energização por parte da Enel, o equipamento aguarda liberação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Immetro) para que vá, então, para o período de testes. “A cada dez , 15 dias pelo menos, 50 novas faixas serão liberadas até que todas estejam funcionando”, destacou o secretário municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), Fernando Santana.

Nas 43 vias que começaram o monitoramento, 29.074 irregularidades foram registradas. Excesso de velocidade lidera entre as principais irregularidades cometidas por motoristas, seguida por avanço de sinal e parada sobre faixa de pedestre.

Conforme o secretário Fernando Santana, o monitoramento da velocidade é importante, pois é a principal causa de mortes e lesões graves. “Dados de 2016 apontam que das 229 mortes registradas na capital, 62% tiveram como causa principal o fator velocidade, o mesmo acontece com pessoas que sofreram lesões graves”, alerta o secretário.

Antônio Bento, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *