Goiânia sedia terceira edição do Festival DIGO

Evento conta com apoio institucional da Prefeitura de Goiânia por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura

A abertura do III Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás (DIGO) ocorrerá no dia 7 de junho, trazendo mostras paralelas e competitivas com filmes pautados na luta pelos direitos humanos. A iniciativa, que é apoiada pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, oferecerá ainda performances, exposições e debates sobre as temáticas abordadas nos filmes apresentados durante o evento.

O Banana Shopping e o Espaço Sonhus, os dois localizados no Setor Central de Goiânia, sediarão as atividades do festival, que se estende até o dia 13 de junho. Durante esses sete dias, o público visitante terá acesso a todo tipo de manifestação artística que, segundo o diretor do evento, Cristiano Sousa, busca agregar diversidade, inovação e amor sem preconceitos ou restrições.

A proposta do festival é explicada por Cristiano como sendo uma oportunidade de articular o audiovisual, edução e tecnologias para ampliar o universo da expressão e da percepção estética da diversidade brasileira. “Queremos abordar não só a sexualidade, mas incorporar o sentido da realidade do ser humano e suas nuances. Assim, iremos fomentar as questões relacionadas a diversidade sexual com foco sempre no respeito integral”, destaca o diretor.

Festival

O DIGO faz parte da Red DIVERCILAC – Diversidad em el Cine Lationamericano y Caribeño – rede de festivais da América Latina e do Caribe. A participação no festival possibilita que os inscritos estejam inseridos na programação de festivais internacionais em regime de network, além de mostras itinerantes.

Confira a programação completa do 3º DIGO 2018

SERVIÇO

Goiânia sedia terceira edição do Festival DIGO
Data: 7 a 13 de junho de 2018
Horário: ver programação
Local: Banana Shopping (Avenida Araguaia, 376, Setor Central) e Espaço Sonhus (Rua 21, 10, Setor Central)

Luciana do Prado, editoria de Cultura.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *