Prefeitura de Goiânia e TJGO firmam parceria em projeto de resolução de conflitos

Ação é voltada a instituições de ensino e comunidade escolar da capital. Assinatura do termo técnico foi feita na tarde desta terça, 22

Foi realizada, na tarde desta terça-feira, 22, a assinatura do termo técnico do Projeto Pilares: Edificando a Cultura de Paz na Escola pela Prefeitura de Goiânia e Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). A iniciativa é voltada a instituições de ensino e comunidade escolar da Capital e foi feita por intermédio da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME).

A solenidade para a assinatura do termo de parceria foi feita no gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça e contou com a presença do prefeito Iris Rezende, do Secretário de Educação e Esporte, professor Marcelo Costa, do presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques Filho, do corregedor-geral de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, e de juízes auxiliares e corpo diretivo da SME.

A idealizadora do Projeto Pilares é a 1ª juíza auxiliar da Corregedoria, Sirlei Martins da Costa. Ela explicou como foi feito o contato entre TJGO e SME e frisou a importância da comunicação não-violenta para a paz na sociedade. O projeto tem como objetivo criar resoluções e prevenção de conflitos existentes no ambiente escolar a partir do conceito da Justiça Restaurativa, já aplicada no sistema judiciário goiano.

“Na Corregedoria, comecei a buscar uma forma de levar o programa de Justiça Restaurativa às escolas. Quando coloquei a proposta para a Secretaria Interprofissional Forense, eles entraram em contato com a Secretaria de Educação e Esporte, que nos passou a proposta já existente na rede, de resolução de conflitos por meio da mediação. Então, os dois projetos casaram”, contou a juíza.

Do ponto de vista da educação, o secretário de Educação e Esporte de Goiânia, professor Marcelo Costa, ressaltou que é necessário propiciar um ambiente educacional adequado para que o aprendizado da criança seja eficiente, sendo a cultura de paz parte do processo.

“Nós da educação vivemos em um ambiente muito complexo. Não é só educar, temos que educar e fazer isso em ambientes com variáveis diversas. Temos que educar para a integralidade e formar cidadãos para o futuro. Se a cultura de paz estiver instalada na escola e o ambiente estiver adequado, as crianças quererão ir. Temos que preparar esse ambiente”, frisou.

O prefeito Iris Rezende contou sobre a necessidade de se ter projetos de resolução de conflitos em um mundo que evoluiu a ponto de estar num fluxo e rapidez de informações muito grandes. A parceria vai contar com 12 instituições piloto do projeto, uma delas é o Cmei Minervina Maria de Sousa, no Recanto das Minas Gerais. A diretora da unidade, professora Elisvânia da Cunha, esteve presente na solenidade e falou das expectativa acerca do Pilares.

“Nós nos sentimentos privilegiados de participar do projeto. A comissão é para resolver problemas, mas a maior preocupação da instituição é para prevenir os conflitos. O dia a dia de trabalho reduz as possibilidades de comunicação e isso foi um pedido de ajuda para uma equipe profissional dar o suporte à instituição. Já tivemos um encontro antes e estamos felizes e otimistas pelo resultado”, disse a diretora.

Núbia Alves, da editoria de Educação e Esporte
Fotos: Eulices Maria

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *