Paço começa a atender demandas de IPTU, ITU e ISTI

Diretoria da Receita Tributária, que antes funcionava na Vila Nova, agora opera no bloco D do Palácio das Campinas Venerando de Freitas Borges, no Park Lozandes

Todas as demandas referentes aos impostos Predial e Territorial Urbano (IPTU), Territorial Urbano (ITU) e Sobre Transmissão de Imóveis (ISTI) podem ser tratadas diretamente no Paço Municipal após o transferência da Diretoria da Receita Tributária da Vila Nova, região Central, para o Park Lozandes, na região Sul da Capital. A partir desta quarta-feira, 25, os atendimentos aos cidadãos serão realizados na Atende Fácil, central de relacionamento presencial com a Prefeitura de Goiânia, e nos postos de atendimento instalados na rede Vapt Vupts, que farão, conforme o caso, o encaminhamento da tratativa para o novo departamento instalado no Palácio das Campinas Venerando de Freitas Borges.

A mudança objetiva reduzir prazos, melhorar o trâmite processual e facilitar o relacionamento com os cidadãos, já que a Diretoria da Receita Tributária é um dos departamentos da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) com maior demanda de contribuintes. A expectativa é a de que, em alguns casos, a nova localização reduza em até 20 dias o prazo médio para início e conclusão de processos. Isso porque o trânsito de malotes entre as Atende Fácil do Park Lozandes e do Setor Sul; as unidades Vapt Vupt instaladas em 13 diferentes localidades da Capital e a então diretoria na Vila Nova era um dos fatores que aumentava o tempo para conclusão de análise de processos.

O departamento que funcionava na Vila Nova foi fechado no último dia 9. Unidade própria da Prefeitura de Goiânia, o local será agora utilizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Desde o dia 10, as atividades da Diretoria da Receita Tributária foram alteradas em decorrência do processo de mudança. Dentro do cronograma previsto, os serviços serão normalizados a partir deste dia 25, inclusive os relativos à Contribuição para Custeio da Iluminação Pública (Cosip), outra atribuição do departamento.

Além do ganho de tempo no atendimento, a mudança tem impacto positivo nas contas públicas, já que demandará menor consumo de combustível e menos mão de obra na entrega dos malotes. A medida faz parte de um pacote de ações da Secretaria de Finanças voltado à economicidade, desburocratização e maior eficiência.

Giselle Vanessa Carvalho, da editoria de Finanças

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *