Iris Rezende e Alexandre Baldy visitam Marginal Botafogo e construção do BRT

Encontro entre os gestores ocorre nesta quarta-feira, 04, no Terminal Recanto do Bosque, na região Noroeste da capital

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, vistoriam nesta quarta-feira, 04, as obras do BRT Norte/Sul e a Marginal Botafogo. Inicialmente, às 7h30, a partir do Terminal Recanto do Bosque, localizado na Avenida Mangalô, no setor Morada do Sol, os gestores acompanham a construção do BRT, retomado no final do mês passado.

Em seguida, às 8h, a comitiva liderada pelo prefeito Iris Rezende visita a Marginal Botafogo na altura do Parque Mutirama, na Avenida Contorno. Atualmente, a gestão municipal busca recursos para revitalização definitiva do local, que está recebendo reparos emergenciais em 17 pontos para garantir a trafegabilidade da via.

Segundo Iris Rezende, a visita representa a união de esforços empreendidos pela gestão municipal e pelo Governo Federal para melhorar a mobilidade urbana do município e garantir qualidade de vida para a população. ‘No caso do BRT, por exemplo, contamos com o apoio irrestrito do ministro Alexandre Baldy para solucionar os entraves existentes entre os órgãos controladores o consórcio executor do projeto’, lembra.

Durante a vistoria, o prefeito apresentará o trabalho que está sendo executado no primeiro trecho do projeto, que liga os terminais Recanto do Bosque e Isidória. ‘Agora estou certo de que a obra vai até o final. Com a participação do Governo Federal, da Caixa e da prefeitura dentro de pouco tempo estaremos entregando o primeiro trecho’, afirma.

Reiniciada nos últimos dias, as obras do BRT Norte/Sul seguem em ritmo acelerado. A conclusão de todo o projeto está prevista para o 30 de outubro de 2020. Esse cronograma, no entanto, poderá ser encurtado mediante acordo entre a Prefeitura de Goiânia e o Consórcio do BRT, na hipótese de o município obter recursos extras que lhe permitam antecipar os aportes de sua contrapartida.

Ao todo, o projeto pretende atender 148 bairros de Goiânia e Aparecida de Goiânia com 93 ônibus – sendo 28 veículos articulados e 65 convencionais – em quatro linhas. A expectativa é de que cerca de 120 mil pessoas usem o transporte diariamente, sendo 15 mil no horário de pico. Com o sistema, os coletivos passariam da média de 14 km/h para 28 km/h.

Thiago Araújo, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *