Procon Goiânia apreende uma tonelada em operação contra carne clandestina

Entre os dias 5 e 9 de março, órgão apreendeu produtos de origem animal e lavrou 39 autos de infração

O Procon Goiânia participou, entre os dias 5 e 9 de março, da Operação Contra a Carne Clandestina, executada em estabelecimentos que comercializam produtos de origem animal em Goiânia. Aproximadamente 224 estabelecimentos foram fiscalizados na Capital.

O órgão apreendeu cerca de uma tonelada de produtos de origem animal e lavrou 39 autos de infração. A ação, que atendeu a denúncias de consumidores, foi articulada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), em parceria com órgãos municipais e estaduais de inspeção sob a coordenação do promotor Rômulo Corrêa de Paula.

A iniciativa teve como objetivo combater a comercialização de produtos de origem animal clandestinos, isto é, sem inspeção ou rotulagem, com prazo de validade vencido, fora dos padrões de higiene, entre outras irregularidades.

Para o superintendente do Procon Goiânia, José Alício de Mesquita, a ação se fez necessária visto que a prática de venda de produtos sem certificação de origem, além de criminosa, acarreta inúmeros malefícios à saúde. ‘O Procon Goiânia, juntamente com parceiros, fiscalizou e orientou os donos dos estabelecimentos quanto à venda de carne clandestina, a fim de coibir a prática ilegal no município de Goiânia’, disse.

Os produtos apreendidos serão inutilizados e descartados no aterro sanitário de Goiânia. Além do Procon Goiânia, integraram a equipe de inspeção agentes e técnicos da Agrodefesa, do Procon Goiás, da Superintendência Estadual de Vigilância Sanitária, da Vigilância Sanitária Municipal, da Polícia Militar, da Delegacia Estadual do Consumidor, da Superintendência da Polícia Técnico-Científica e da Guarda Civil Metropolitana.

Roberta Amorelli, da editoria de Defesa ao Consumidor.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *