Cmeis e escolas recebem oficina de Biodança e projeto Horta Escolar

Nesta semana, alunos participam das atividades que incentivam aprendizado e buscam maior socialização

O Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Jardim Progresso recebe nesta quarta-feira, 7, a Oficina de Biodança ministrada pela professora Célia Regina, apoio técnico pedagógico da Gerência de Projetos (Gerpro) da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME). A atividade será realizada com os pequenos durante os dois turnos, matutino e vespertino. Na sexta-feira, 9, a oficina será no Cei Associação Projeto Criança Jesus de Nazaré, na Granja Cruzeiro do Sul.

“É um momento muito lindo, de entrega, de descoberta, interação entre os alunos. A Biodança promove o relaxamento do corpo e a vivência de emoções diversas”, explica a professora. Com a proposta, a SME visa ampliar a formação integral desenvolvida nas instituições. “Acredito que a Biodança colabora para que o educando tenha melhor condição de ampliar sua formação e isto passa pelo fortalecimento emocional. O projeto ajuda no amadurecimento das relações interpessoais e na relação consigo mesmo, e tudo isto repercute positivamente na aprendizagem”, conclui Célia Regina.

Já o projeto Horta Escolar chega a três escolas nesta semana. A oficina de plantio será realizada sempre às 9 horas. Amanhã, 7, na E.M Vereador Carlos Eurico; quinta-feira, 8, na E.M Padre Lima; e na sexta-feira, 9, na E.M Paulo Teixeira de Mendonça. A atividade é realizada pela equipe técnica da Gerência do Programa de Alimentação Escolar com o objetivo de incentivar a alimentação saudável e o cultivo de hortaliças.

Nestor Valverde, apoio técnico e um dos coordenadores do projeto, atua junto a equipe de profissionais dedicados e se orgulha dos resultados. “Vemos a resposta de nossas ações na satisfação das crianças em aprender, entender desde o plantio até a colheita, já com as plantas crescidas. Então, é gratificante acompanhar esse processo da terra até o prato”, comenta.

Atualmente, mais de 200 instituições recebem o projeto na rede municipal de ensino. Em hortas convencionais ou pneus, as unidades educacionais plantam e utilizam legumes e hortaliças na merenda. Os mais comuns são couve, cebolinha, coentro, alface, acelga, pimenta, pimenta-de-cheiro, entre outros alimentos e temperos.

Lívia Máximo, editoria de Educação e Esporte

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *