Secretário de Educação e Esporte entrega medalhas a premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Professor Marcelo Costa participou de solenidade organizada na Escola Municipal Solar Ville

Na manhã desta sexta-feira, 15, foi realizada a cerimônia de premiação dos alunos da Escola Municipal Solar Ville na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e na 11ª Mostra Brasileira de Foguetes. A solenidade ocorreu na própria instituição e o professor Marcelo Costa, secretário de Educação e Esporte, participou da entrega de medalhas e certificados aos premiados.

Cerca de 90 educandos foram contemplados com medalhas de ouro, prata e bronze pelo desenvolvimento de protótipos de foguetes feitos a partir de materiais recicláveis, pela Mostra Brasileira de Foguetes. Pela Olimpíada, o aluno Kayque Alencar, de 11 anos, garantiu a medalha de bronze, com nota 9,5, na prova. Para ele, foi emocionante conquistar o prêmio.

“Foi muito emocionante. Foi a primeira vez que participei. Sou muito motivado a querer aprender as coisas, tenho muita curiosidade. Quando crescer, quero ser cientista, porque gosto muito de ciências. Os professores explicaram bem detalhadamente as matérias dentro da sala, então para mim foi fácil”, declarou.

O professor Marcelo Costa compôs a mesa diretiva juntamente ao professor Hudson Duarte Martins, coordenador da CRE Brasil di Ramos Caiado; a professora Cleyde Nunes Leite Souza, diretora da escola; e aos professores Juliana Alencar e Alexandre Alencar, coordenadores do projeto na instituição.

Para a diretora, o momento foi de revelar o trabalho diário que a equipe escolar tem desenvolvido com os alunos. A instituição tem apenas três anos de existência e teve sua primeira participação na Olimpíada. Segundo Cleyde Nunes, no próximo ano, os alunos participarão de mais modalidades de olimpíadas. Ela frisou, ainda, que o trabalho realizado em conjunto foi o diferencial para o projeto ter dado certo.

Coordenadora da Olimpíada na instituição, a pedagoga Juliana Alencar também é responsável pelas disciplinas de história, ciências e geografia no Ciclo II. Ela ressaltou a importância de se trabalhar com o tema na escola. “Os alunos se envolveram bastante, porque foi uma coisa totalmente fora da realidade deles. Quando falamos em astronomia, em foguetes, parece uma coisa muito distante. E eles viram que não é um bicho de sete cabeças, sendo que não, o conhecimento científico é para acesso de todos”.

Além da condecoração aos alunos, os professores envolvidos no projeto também receberam certificado de premiação. A cerimônia contou, ainda, com apresentação musical da banda formada pelos próprios alunos da instituição.

Núbia Alves, da Editoria de Educação e Esporte

Fotos: Aline Cavalcanti

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *