Goiânia na Ponta do Lápis premia alunos na fase semifinal

Concurso chega a sua 18ª edição e contempla educandos da rede municipal e de escolas privadas

Na manhã desta quinta-feira, dia 23, foi realizada, no teatro do Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, a solenidade de premiação dos alunos que chegaram às fases semifinais do concurso Goiânia na Ponta do Lápis, realizado pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte em parceria com o jornal Tribuna do Planalto.

O projeto é um concurso de redação que inclui educandos do Ciclo II até o EAJA e alunos dos ensinos Fundamental e Médio das escolas particulares de Goiânia. Com o tema “Como a internet tem interferido nas relações entre as pessoas?”, o evento premiou cerca de 125 alunos, sendo 105 da rede municipal e 20 da rede privada.

Para Sebastião Barbosa da Silva, fundador e diretor-presidente da Tribuna do Planalto, o concurso serve de incentivo à educação. “É motivo de orgulho não só para o jornal, mas para mim como ser humano. A gente não só premia, mas contribui para que as crianças desenvolvam e façam com que tenhamos um país mais digno e mais humano do que o que estamos vivendo. Se quisermos mudar alguma coisa na sociedade, tem que ser na base, que é a escola”, declarou.

O Goiânia na Ponta do Lápis é dividido em cinco categorias. Na categoria A estão os alunos do Ciclo II, na B os alunos do Ciclo III e na C o Eaja. As categorias D e E ficam por conta do alunos de ensino fundamental e médio da rede privada, respectivamente. Os primeiro colocados de cada categoria levaram para casa uma bicicleta cada nesta etapa semifinal.

Para Maria do Socorro Morais Santos, de 46 anos, aluna do Eaja na Escola Estadual Pedro Ciríaco de Oliveira, na Vila Concórdia, voltar a estudar foi como voltar a exercer sua cidadania. A educanda é natural do Maranhão e, por incentivo de amigas funcionárias da escola, voltou a frequentar as aulas no 7º ano do ensino fundamental.

“Estou me sentindo amada e valorizada. Aconselho as pessoas que pararam de estudar a voltarem a estudar, porque é muito importante. É uma escola excelente que tem dado muita força para nós, me sinto cidadã de novo. Parei de estudar cedo porque casei cedo, estou me sentindo muito feliz hoje. Para muitos, esse certificado pode não valer nada, mas para mim é muito importante. Só tenho a agradecer a Goiânia”, disse.

A solenidade contou com apresentação artística e contação de histórias com professores da rede. Para Ana Clara Sousa Santos, de 14 anos, aluna da Escola Municipal Dom Fernando, o terceiro lugar na categoria B foi “um incentivo dos professores a crescer numa área que sempre vamos precisar na vida, que é a redação e a leitura”, contou, destacando, ainda, que pretende continuar participando nas próximas edições do concurso.

As premiações das fases finais do Goiânia na Ponta do Lápis serão realizadas no dia 30 desse mês de novembro, às 9h, no teatro do Centro Municipal de Cultura de Goiânia, localizado na Rua 3, no Centro.

Núbia Alves, da Editoria de Educação e Esporte

Fotos: Aline Cavalcanti

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *