Maternidade Dona Iris celebra Dia da Prematuridade

Data é um momento para se pensar em estratégias para diminuir o número de partos prematuros no país

Em comemoração ao Dia Mundial da Prematuridade, celebrado nesta sexta-feira, 17, o Hospital e Maternidade Dona Iris (HMDI) promove uma série de ações com o intuito de alertar as pessoas sobre o número de nascimento de crianças prematuras.

A unidade da Prefeitura de Goiânia é referência em partos de alto de risco e atende diariamente bebê prematuros. Desde o início desta semana a Maternidade promove ações para celebrar a data. Na segunda, 13, e terça-feira, 14, profissionais da equipe multiprofissional da unidade discutiram temas importantes para quem lida diariamente com bebês prematuros.

Do pré-natal e causas da prematuridade ao acompanhamento do bebê prematuro no ambulatório, as palestras abordaram assuntos de interesse tanto para pais quanto para quem trabalha na área da saúde.

Com as atividades, a organização do evento reúne famílias que tiveram os seus filhos na Maternidade, sejam elas egressas ou pacientes atuais, para troca de experiências. Esse é o caso de Francisco Santos e Ana Paula Xavier, pais da pequena Mariana Vitória, de um ano e seis meses de idade. Juntos retornaram no HMDI para compartilharem sua história na última terça-feira, 14. “Após o nascimento, nossa filha ficou três meses internadas aqui. Fomos acolhidos 24 horas por dia por todos na Maternidade”, lembra o pai da menina.

Enquanto Mariana caminha pelo o auditório da Dona Iris, Jussara Silva usa o método canguru para segurar Vitória próxima a seu corpo. O bebê que nasceu de 29 semanas e com pouco mais de um quilo dorme tranquilamente no colo da mãe. “Ouvir relatos de outros pais é emocionante e nos motiva a seguir lutando para receber alta”, conta Jussara, cuja filha já soma 21 dias de internação na Maternidade.

“O bebê prematuro precisa de atendimento adequado desde a sala de parto até a UTI para que tenha o menor número de prejuízos possíveis no seu desenvolvimento’, explica a coordenadora técnica da unidade, Heylla-Mar Costa. A Maternidade possui o título de Hospital Amigo da Criança, da Fundação das Nações Unidas (Unicef), e adota o Método Canguru com os bebês prematuros, que ficam com a mãe 24h por dia.

Durante o evento desta sexta-feira, 17, será reforçada a importância em se doar sangue e leite. O lugar que mais necessita de sangue doado na maternidade é a UTI Neonatal. “Os maiores consumidores de sangue são os nossos bebês prematuros, por isso precisamos constantemente de doações’, conta Heylla-Mar.

Confira a programação do Dia da Prematuridade no Hospital e Maternidade Dona Iris:

Sexta-feira – 17 de novembro de 2017

08:00 – TROCA DE EXPERIÊNCIA ENTRE MÃES EGRESSAS E ATUAIS
– Psicóloga: Lilian Arrais
– Equipe de Psicologia

08:45 – EMPODERAMENTO DA MÃE DE PREMATURO
– Assistente social: Luzinete Rezende

09:00 – DOAÇÃO DE SANGUE E LEITE
– Luzinete Rezende
– Marília Arantes
– Hérika Isabella
– Tânia Alcantâra

09:30 – CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
– Eloísa Ferreira de Araújo

10:30 – OFICINA COM AS MÃES
– Posicionamento
– Enfermeiro: Ricardo V. Guirra
– Banho e troca de fralda
– Fisioterapeuta: Danielle Olsson
– Amamentação
– Fonoaudióloga: Adriana Marques
– Banco de leite: Flávia
– Orientações pós alta e saúde bucal
– Odontóloga – Marina Batista
– Cantinho Bebê Canguru
– Balões com histórias contadas pelas mães

Serviço

Assunto: Maternidade Dona  Iris celebra Dia da Prematuridade
Data: 17 de novembro de 2017, sexta-feira
Horário: Das 8h às 11h
Local: Auditório do Hospital e Maternidade Dona Iris
Endereço: Alameda Emílio Póvoa, 151 – Vila Redencao, Goiânia – GO

Pedro Ferreira, da editoria de Saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *