“A atual gestão da Saúde de Goiânia é centrada no paciente”, garante secretária Fátima Mrué

Declaração foi dada nesta quinta-feira, 19, durante sessão ordinária na Câmara Municipal

A secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué, compareceu nesta quinta-feira, 19, à Câmara Municipal de Goiânia, durante sessão ordinária, para falar sobre as mudanças que estão sendo implementadas na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), como o novo sistema da Central de Regulação de Vagas e a construção de duas Unidade de Pronto Atendimento (UPAs) na Capital.

Na ocasião, Mrué afirmou que a atual gestão é centrada no paciente e não nos prestadores de serviços. “A prova disso é que estamos implantando um novo sistema de informática que vai permitir que os procedimentos sejam agendados diretamente pelos médicos durante as consultas. Com o apoio do prefeito Iris Rezende, essas mudanças significam a reconstrução da Saúde do município”, garantiu a secretária aos 30 vereadores presentes na sessão.

De acordo com a gestora, o novo software vai permitir que a gestão municipal tenha maior controle sobre os procedimentos médicos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Goiânia. “A intenção é corrigir a atual situação, eliminando as filas intermináveis para a marcação de exames, e oferecer dignidade à população”, explicou a secretária.

Além do novo sistema, a titular da SMS pontuou que a pasta vai criar uma comissão que percorrerá duas vezes por dia os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Goiânia. “Vamos fiscalizar diariamente a oferta de leitos de UTI. Com isso, vamos implantar uma Saúde sustentável e que, de fato, funcione”.

Questionada pelos vereadores sobre a construção da UPA do Jardim América, a secretária explicou que os recursos do Ministério da Saúde para as obras seriam cancelados em novembro deste ano caso o projeto não fosse iniciado. “Diante disso, transferimos os atendimentos do Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams) Jardim América para o Ciams do Novo Horizonte para a construção de uma UPA no local”, destacou. Segundo a secretária, a Prefeitura de Goiânia, inclusive, reformou toda a urgência do Ciams Novo Horizonte para receber os cidadãos que até então utilizavam o Ciams do Jardim América.

Sobre a transformação do Centro de Atenção Integrada à Saúde (Cais) do Jardim Guanabara em UPA, Mrué explicou que o processo será iniciado assim que o Ciams do Urias Magalhães for entregue para a população. ”As novas UPAs, diferente das unidades atuais, vão inovar ao oferecer estrutura com raio-X, pediatria e laboratório de exames. Além disso, elas vão funcionar sete dias por semana, 24 horas por dia”, salientou.

Por fim, a secretaria propôs uma agenda quinzenal de encontro com o poder legislativo da Capital. “Conto com o apoio de vocês para fiscalizar as obras e discutir as mudanças que estão sendo implementadas na Secretaria Municipal de Saúde”, finalizou Mrué.

Thiago Araújo, da editoria de Saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *