Samu promove ações educativas em escolas de Goiânia

Abertura do Projeto "Samuzinho" ocorrerá nesta quarta-feira, 4, na Escola Municipal Marechal Ribas Júnior, localizada na Vila Redenção. Secretária de Saúde, Fátima Mrué, participará da atividade

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Goiânia, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), inicia nesta semana um trabalho de conscientização nas escolas municipais da Capital. Intitulado “Samuzinho”, o projeto contará com palestras educativas sobre os atendimentos pré-hospitalares, trotes e cuidados pessoais. A secretária de Saúde, Fátima Mrué, participará da abertura do projeto, que ocorrerá na tarde desta quarta-feira, 04, na Escola Municipal Marechal Ribas Júnior, localizada na Vila Redenção, às 14h30.

Para diretor geral do Samu, André Luis Braga, o projeto tem como objetivo promover o sentimento de cidadania e contribuir na educação das crianças e adolescentes. ‘As pessoas, de uma forma geral, precisam ter noções de primeiros socorros. Nosso objetivo é que essas noções sejam repassadas de forma sistematizada nas instituições de ensino para capacitar não apenas os educadores, mas também os alunos. Dessa forma, os participantes se tornam disseminadores de informações na comunidade’, afirma.

Atualmente, ainda segundo André Braga, o Samu recebe uma média de 25 trotes por mês. ‘A maior gravidade desse ato é que ambulâncias podem ser deslocadas, deixando de atender quem realmente precisa. Por isso a importância de atividades educativas com crianças e adolescentes’, explica.

Alunos do 1º ao 9º ano serão o público-alvo das ações. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é que até o final de 2018 todas as escolas da rede municipal sejam visitadas.

Serviço:
Assunto: Samu promove ações educativas nas escolas de Goiânia
Data: 4 de outubro de 2017 (quarta-feira)
Horário: 14:30h
Local: Escola Municipal Marechal Ribas Júnior
Endereço: Rua R-5, 201 – Vila Redencao, Goiânia – GO
Informações para a imprensa: 3524-1511

Leticia Cabral, estagiária da editoria de Saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *