Presidente da Amma participa da discussão do Plano Estadual de Resíduos Sólidos

Reunião ocorreu nesta terça-feira, 26, na Alego. Na ocasião, órgão da Prefeitura de Goiânia apresentou o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

O presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente de Goiânia (Amma), Gilberto Martins Marques Neto, participou nesta terça-feira, 26, do debate sobre a implementação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS). A reunião ocorreu na sede da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

Na ocasião, os participantes discutiram o PERS, que contempla o marco regulatório de gestão, gerenciamento ambiental, controle social, investimentos e responsabilidade do poder público para o correto manejo e destinação dos resíduos sólidos. O projeto foi elaborado pela Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape) da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Gilberto Marques estava acompanhando do gerente de Formulação de Políticas e Pesquisa Ambiental da Amma, Pedro Baima, e de um representante da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Weber Lauro Dias da Silva. O presidente da Amma participou dos debates e dos questionamentos que foram levantados sobre as peculiaridades da regulamentação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos. “O assunto precisa ser exaustivamente discutido, pois precisamos ter todos os cuidados possíveis com o planeta e com a preservação do meio ambiente, uma vez que que temos muito o que avançar nas questões que dizem respeito aos resíduos sólidos produzidos nas cidades”, disse.

Na ocasião, Pedro Baima apresentou o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Goiânia. O gerente apontou ainda os métodos de controle e fomento da participação popular e o que tem sido feito pela gestão municipal para a implementação de Eco Pontos Móveis, instituição de coleta seletiva e realização de cadastro técnico ambiental na Capital.

A reunião contou com a participação do titular da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Vilmar Rocha, e do promotor de Justiça do Ministério Público, Juliano de Barros Araújo.

Da editoria de Meio Ambiente

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *