Saúde investe em capacitação para atendimentos cardíacos

Objetivo é aumentar eficiência, atualizar conhecimentos e ampliar o número de servidores preparados para socorros de emergência. Ao todo, 25 funcionários do município foram qualificados em curso gratuito realizado neste final de semana

A Rede de Atendimento 24 horas de Goiânia passou a contar com 25 novos profissionais capacitados para realização de socorro cardíaco. Parte do Plano de Capacitação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o curso Suporte Avançado de Vida em Cardiologia abriu neste sábado, 02, uma série de ações que objetiva aumentar a eficiência, atualizar conhecimentos e possibilitar novos saberes aos servidores municipais. As aulas desta primeira qualificação foram oferecidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

‘A primeira capacitação oficial do Samu é um marco na retomada da parte educativa da Secretaria Municipal de Saúde’, diz a titular da SMS, Fátima Mrué. Teórico e prático, o treinamento, oferecido de forma gratuita aos profissionais de saúde que participam na gestão da parada cardiorrespiratória e outras emergências cardiovasculares; envolveu médicos e enfermeiros de dez unidades de saúde localizadas na Região Noroeste, além de membros do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD). As aulas aconteceram durante todo o dia na Escola Municipal de Saúde Pública de Goiânia, no Setor Bueno.

Os 25 participantes foram treinados em suportes básico e avançado, ventilação mecânica, ritmos de parada cardiorrespiratória, medicações utilizadas, máscara laríngea e sequência rápida de intubação. Os conhecimentos foram compartilhados por oito instrutores do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Samu de Goiânia. ‘Acredito que todo poder transformador de qualquer paradigma passa pelo ensino e pela educação, única ferramenta para inserir efetivamente os servidores na função que desempenham. A quebra de paradigmas se faz com a reconstrução de valores sociais e a real inserção do servidor no cenário vivencial do dia a dia. Acredito nesse poder transformador do conhecimento’, pondera o coordenador-geral do Samu, André Braga.

Os participantes, inclusive, puderam sugerir novos treinamentos na área de atendimento pré-hospitalar. ‘Foi ótimo. Estamos aguardando o curso de punção intraóssea’, sugere a médica Éllen Stecca, uma das servidoras capacitadas. O curso envolveu funcionários da Secretaria Municipal de Saúde que trabalham nos Centros de Saúde da Família (CSF’s) Caravelas, Garavelo B, Residencial Itaipu, Andreia Cristina, Grajaú, Santa Rita, Condomínio das Esmeraldas, Ana Clara e Madre Germana II; além dos servidores da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Itaipu e do SAD.

‘A iniciativa proporciona a nós a oportunidade de aprender e atualizar conhecimentos que, com certeza, serão tremendamente importantes na nossa missão de ajudar as pessoas’, avalia o médico Wilson Sugai, que atende no CSF Grajaú. ‘Com novos conhecimentos, maiores serão as exigências’, conclui.

Novas capacitações

Outras capacitações já estão na agenda do Samu. Também voltados à qualificação dos atendimentos cardíacos, novos cursos serão oferecidos nos dias 16 e 30 de setembro, 14 e 28 de outubro. ‘Como todo bom curso, já estamos preparando os próximos’, adianta a secretária Fátima Mrué.

A próxima edição, marcada para o sábado, 16, envolverá profissionais de 27 municípios que abrangem a área de regulação do Samu da Capital. ‘Todo profissional deve ser devidamente capacitado, ações como essa buscam a melhoria e qualificação contínua dos servidores’, explica André Braga. Paralelamente, capacitações cardíacas são oferecidas à população pelo Samu nas edições do Mutirão da Prefeitura. Apenas na última, realizada nos dias 26 e 27 de agosto no Residencial Itaipu, o Samu capacitou 100 cidadãos e professores para atendimento em primeiros socorros.

Giselle Vanessa Carvalho, da editoria de Saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *