Primeiro dia do Mutirão da região do Residencial Itaipu bate recorde de atendimentos

Mais de 30 mil atendimentos foram realizados neste sábado, 26. Serviços da administração municipal beneficiaram 21 bairros

O primeiro dia da sexta edição do Mutirão da Prefeitura, que está sendo realizado na região do Residencial Itaipu, bateu recorde no número de atendimentos. Apenas neste sábado, 26, segundo levantamentos preliminares, mais de 30 mil atendimentos foram realizados durante a frente de serviços. Outro destaque deste sábado foi a entrega da revitalização da Praça do Grajaú e da Escola Municipal Robinho Martins de Azevedo.

Satisfeito com a participação da população no Mutirão, o prefeito Iris Rezende evidencia o número de atendimentos que foram realizados já no primeiro dia do mutirão. “A comunidade da região atendeu nosso convite e veio em peso. Montamos aqui uma estrutura à altura dos moradores, que merecem a atenção especial da prefeitura”, disse.

Depois de percorrer pela manhã os estandes por mais de duas horas e meia, o prefeito visitou a obra de travessia do Setor Grajaú para o Setor Santa Fé. Na sequência, o chefe do Executivo Municipal visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Itaipu, onde conversou com servidores e pacientes da unidade e anunciou, ainda para este ano, a construção de mais duas unidades em Goiânia, a UPA Jardim Guanabara e UPA Jardim América.

No período vespertino as visitas continuaram pelo Centro de Economia Solidaria, obra da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMHPA) que abrigará laboratórios de informática, bazar, apoio pedagógico e áreas para a realização de feiras e estacionamento. A previsão é de que a obra seja entregue ainda este ano.

Em seguida, Iris Rezende visitou o Cmei do Residencial Itaipu, que foi a primeira unidade inaugurada em seu terceiro mandato a frente da Prefeitura de Goiânia.

Serviços

A sexta edição do Mutirão da Prefeitura continua neste domingo, 27, das 8h às 12h. Vários serviços são oferecidos pela administração municipal e a meta é que, assim como nas edições anteriores, atinja a média de 50 mil atendimentos nas áreas da saúde, educação, direitos humanos, jurídico, meio ambiente, assistência social, emissão de documentos, orientações jurídicas e serviços de urbanização e infraestrutura.

Diego Reis, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *