Prefeitura conclui primeira parte das obras do Parque Cascavel

Após o desassoreamento do lago, o trabalho agora consiste na ampliação do sistema de drenagem nas proximidades do parque

A Prefeitura de Goiânia, por intermédio da Agência Municipal Meio Ambiente (Amma), concluiu nesta semana a primeira etapa das obras de desassoreamento do lago do Parque Cascavel, localizado na divisa dos setores Jardim Atlântico, Vila Rosa e Residencial Privê Atlântico, região Sudoeste de Goiânia. “Com esse trabalho, já é possível visualizar o espelho d’água que havia sumido e o lago está enchendo”, relata o titular do órgão ambiental do município, Gilberto Marques Neto. Segundo ele, o próximo passo é o trabalho de requalificação da área verde e as obras de ampliação do sistema de drenagem nas proximidades do parque.

Os trabalhos realizados na unidade de conservação, conforme o presidente da Amma, têm como objetivo resolver de uma vez por todas a problemática que envolve o Parque Cascavel. “Todas as medidas tomadas nos últimos anos foram paliativas e sem a execução de um projeto definitivo para conter a água das chuvas todo o trabalho precisava ser refeito anualmente”, pontua Gilberto Marques Neto, explicando que a discussão e a execução do projeto de drenagem são realizadas com técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra).

Sobre as obras de drenagem, o titular da Seinfra, Fernando Cozzetti, explica que o projeto priorizará a construção de barragens de contenção, gabiões e enrocamentos, que são revestimentos das paredes do leito do córrego com pedras, além da recuperação das tubulações da água de maior descarga à montante do parque. “Essa parte estrutural das contenções não foi perdida e será reaproveitada nesta nova fase das obras”, explica o secretário.

Para realização da segunda etapa da obra de drenagem urbana, a administração contará ainda com a parceria da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO) e uma reunião está agenda para esta terça-feira, dia 22, para ser definido o início dos trabalhos de drenagem. “O envolvimento de representantes de entidades da organização civil mostra a preocupação de todos com os problemas que envolvem a cidade”, relata Gilberto.

Reaproveitamento
Para o desassoreamento do lado do Parque Cascavel, uma grande quantidade de terra foi retirada do local e será reaproveitada em outras obras. “A terra será utilizada, inclusive, nas obras de drenagem e também de contenção de erosões do próprio Parque Cascavel”, citou o diretor de Áreas Verdes e Unidades de Conservação da Amma, Avelar Vivieros.

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo
Fotos: Wesley Costa

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *