CenÁpice Cia de Dança apresenta espetáculo com apoio da Prefeitura de Goiânia

Apresentação questiona loucura e lucidez e foi contemplado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura

A capacidade de decisão racional é o que nos faz humanos, mas e as decisões que são tomadas por impulso ou extinto? O que nos faz “homens” e o que nos deixa perto de animais? É sobre lucidez e loucura que estamos falando, sobre paixões e incertezas. É assim que bailarinos da CenÁpice Cia de Dança tomam o palco do Teatro Sesi, em Goiânia, na próxima sexta-feira, 18, às 20 horas com coreografia de Fabrizio Rezio e Marcus Nascimento. A direção artística fica por conta da cubana Leydi Escobar. O projeto foi beneficiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Goiânia.

De acordo com Marcus Nascimento, coreógrafo e diretor-geral do espetáculo, as reflexões sobre o existencialismo do espetáculo estão embasadas no pensamento de Jean-Paul Sartre, filósofo, escritor e crítico francês. “O que é o homem? A pergunta, ainda que não respondida, traz indícios de um hibrido entre animal e humano, entre atos descontínuos de loucura e lucidez e mesmo o mais sereno de todos os homens tem, teve e ainda terá seus momentos de descontrole onde o instinto é o que move”, afirma.

Danças urbanas e dança contemporânea

Com uma trilha sonora que mescla alegrias e melancolias, o espetáculo é repleto de ataques e defesas, sutilezas e imposições. “Criamos um espetáculo que ultrapassa e transcende o sistema Laban/Bartenieff. É uma dança híbrida que tem essências das danças urbanas e contemporânea. O resultado, um espetáculo que a galera não pode perder”, finaliza Marcus.

O elenco é composto por: Claudiane Alves, Dan Rodrigues, Kamila Amorim, Marcus Nascimento, Renan Leão, Tainá Freitas e Welbert Silva. Em sua maioria, bailarinos de danças urbanas. “Meu processo coreográfico é bem sobre a raiz do hip-hop mesmo, eu trabalho bastante com Looking, Popping, os primeiros estilos de Street Dance, e os que eu mais estudo. Como a maioria dos bailarinos é de danças urbanas, o processo foi bem trabalhado. Utilizamos muito o cotidiano, nossas rotinas, relação empresas e empregados. O trabalho está bem bacana!”, completa Fabrizio.

Ficha Técnica

Direção Artística – Leidy Escobar
Coreógrafo e Direção Geral – Marcus Nascimento
Coreógrafo e Preparação Corporal – Fabrício Rezio
Ensaísta e Concepção de Luz – Larissa Siqueira Fabiano
Cenário e Figurinos – Fernando Rodrigues
Concepção Musical – Marcus Nascimento e Fabrício Rezio
Produção Executiva – Giulyane Nogueira
Fotografias – Lu Barcelos

Serviço

Espetáculo Corpos Urbanos 
Data: 18.08.2017
Local: Teatro Sesi, Goiânia 
Horário: 20 horas 
Entrada: R$ 20 inteira – R$ 10 meia – Ps: 2kg de alimento dão direito à meia entrada

Janda Nayara, da editoria de Cultura

Fotos: Lu Barcelos

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *