Mutirão inspira exercício de cidadania em todas as regiões de Goiânia

Frente de serviços provoca mudanças de comportamento nas pessoas que têm ao seu alcance uma gama de atividades que conscientizam e incentivam cuidados em diversas áreas

Quando o próximo Mutirão for realizado no setor Campinas, nos dias 7 e 8 de julho, concomitante ao aniversário de 208 anos do bairro, a Prefeita de Goiânia anseia que, novamente, milhares de pessoas vão em busca de serviços, apresentações artísticas e culturais, atividades de lazer, participar de campanhas ou mesmo se inteirar sobre o trabalho da Prefeitura.

Foi assim nas duas primeiras edições do evento, nas regiões Norte e Sul da Capital, que já alcançaram quase 100 mil atendimentos. Sem contar as inúmeras obras em escolas, unidades de saúde, praças, ruas e avenidas; benefícios que ficam e deixam um grande legado para as comunidades.

O Mutirão também é destino até mesmo para quem não é da região contemplada, como foi o caso do montador João Victor Ferreira, 18. Morador do Jardim Presidente, região Sudoeste, ele aproveitou um tempinho cedido pelo chefe da loja onde trabalha, que fica próxima à Praça da Feira do Parque Atheneu, para tirar uma nova identidade. O documento original havia sido perdido há quase um ano e, só agora, pôde solicitar uma segunda via.

Até mesmo quem oferece a força de trabalho para atender a população também usufrui de alguma forma dos serviços do Mutirão. O diretor de fiscalização da Secretaria Municipal de Trânsito (SMT), Eduardo Cruvinel, 65, procurou os estandes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para se vacinar contra a gripe. “Talvez não valha a pena contar minha história, sou servidor da Prefeitura”, comentou. A atendente ao lado disse que ele também é um cidadão e tem direito de participar do evento, além, é claro, de exercer a função pública.

Há pessoas que tentam aproveitar ao máximo a estrutura montada. É o caso da Maristela Lima, 52, auxiliar de serviços gerais. Moradora do Parque Atheneu, foi de estande em estande solicitando melhorias para o bairro, conversando com vereadores e com o prefeito Iris Rezende, até o término das atividades, quando levou para casa uma muda de árvore. “Aqui estou bem próxima deles (políticos), falei o que a gente precisa (moradores). Esse Mutirão tinha que acontecer mais vezes aqui, deu outra cara para a nossa região”, destacou.

Luciano Joka, da Diretoria de Jornalismo

Fotos: Jackson Rodrigues

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *