Iris prega união para superação da crise política e econômica no Brasil

Prefeito participou da palestra do ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola, na sede da Acieg, em Goiânia

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, participou na noite desta segunda-feira, 19, de evento realizado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), no auditório da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg). Denominado “Projeto Goiânia 2033 e as perspectivas da economia brasileira”, o ponto alto do encontro foi a palestra do ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola, que falou sobre a situação atual da economia brasileira e o cenário do mercado de trabalho, indicadores econômicos e os impactos da crise política sobre a macroeconomia.

Antes porém, o prefeito conversou com jornalistas e discursou para um auditório de empresários. Ele ressaltou a importância da união de forças para superar a crise econômica brasileira e enfatizou o fortalecimento das instituições como meio de superar as dificuldades que afligem o País. “Todos aqui estamos preocupados com a situação em Goiânia e no Brasil. A população está aflita com a situação econômica frágil. São mais de 14 milhões de desempregados, mas quando as instituições se reúnem para discutir as saídas conseguimos superar esses momentos”, disse.

O prefeito se declarou entusiasmado com a participação dos “inúmeros segmentos” e garantiu que busca sempre a parceria e a colaboração dos empresários para viabilizar o progresso na capital. “Tenho me dedicado, trabalhado incessantemente, mas também tenho escutado as pessoas no intuito de planejar cada ação desta administração, que visa melhorar significativamente a qualidade de vida dos goianienses”, explicou.

Iris agradeceu a ajuda de todos em prol da cidade e reafirmou que acredita na superação do momento delicado na vida política e econômica do país. “Tenho certeza de que posso contar com a ajuda de todos em prol da nossa cidade, acredito no espírito colaborativo dos nossos moradores. E foi por acreditar neste espírito que apostei nos mutirões, que têm dado certo há tantos anos e têm sido utilizados em diversas esferas de poderes no Brasil e no exterior também”, concluiu.

Antonio Bento – Da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *