Iris Rezende anuncia áreas dos primeiros Distritos Administrativos de Goiânia

Imóveis estão localizadas nos Jardins Guanabara e Formoso. Locais abrigarão sistemas administrativos da gestão pública e materiais que servirão para agilizar a prestação de serviços na Capital

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, anunciou nesta quinta-feira, 8, que duas áreas que estavam cedidas para o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) retornarão para a gestão municipal para instalação dos primeiros Distritos Administrativos da Capital. As áreas foram cedidas ao TJ-GO no início da década de 90. Neste período, o Tribunal de Justiça construiu prédios nas áreas. Agora, o TJ-GO, após a construção do novo Fórum Cível, no Park Lozandes, região Leste da Capital, devolve os imóveis para a Prefeitura de Goiânia.

Durante a reunião, que ocorreu na sede do Tribunal de Justiça, Iris Rezende agradeceu o gesto do presidente do órgão, Gilberto Marques Filho. ‘A Prefeitura de Goiânia tem carência de espaços e vamos utilizar as duas estruturas da melhor maneira possível na implantação dos Distritos Administrativos’, destacou o prefeito.

Além dos serviços administrativos que são ofertados nas unidades da central de relacionamento Atende Fácil, os Distritos Administrativos abrigarão equipamentos e materiais que servirão para agilizar a prestação de serviços na Capital, como troca de lâmpadas, ferramentas para as operações de tapa buracos, tintas para manutenção de faixas, dentre outras reservas.

Na ocasião, Gilberto Marques Filho comentou sobre a estrutura dos prédios. ‘As áreas estão localizados no Jardim Guanabara e no Jardim Formoso. Nos espaços, o TJ-GO construiu prédios, agora, com o novo Fórum, os terrenos com os imóveis voltam para a administração municipal’, afirmou o desembargador.

Em seguida, o presidente Gilberto Marques Filho explicou que a Prefeitura de Goiânia teria direito a outros três terrenos. No entanto, o TJ-GO decidiu doar os imóveis para a Secretaria de Segurança e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP). O prefeito Iris Rezende, por sua vez, conconrdou com a decisão do Tribuanal de Justiça. Os locais, entretanto, poderão retornar futuramente para a Prefeitura. ‘Agradeço o desembargador Gilberto Marques, em nome da população de Goiânia, pelo gesto. Isso prova que o TJ-GO e o poder judiciário se preocupam com a população da Capital”, finalizou o prefeito.

Antônio Bento, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *