Equipe da Prefeitura de Goiânia é capacitada em gestão pública inovadora

Curso, oferecido pela empresa Seja Digital e ministrado pelo Grupo Tellus, foi sobre Design Thinking para serviços públicos. Formação ocorreu entre os dias 30 de maio e 1° de junho

Soluções criativas e inovadoras pensadas para o âmbito governamental, com foco nos anseios da população, foi a temática de capacitação ministrada a servidores da Prefeitura de Goiânia. Grupo de 14 profissionais que atuam em diferentes pastas da administração municipal participaram do Curso de Design Thinking, formação oportunizada pela empresa Seja Digital – entidade responsável por gerenciar a transição gradual para a TV Digital no Brasil – em parceria com o Grupo Tellus, de São Paulo.

Durante três dias de aprendizado, equipe do Executivo Municipal se debruçou em conceitos e estratégias para um novo formato de resolução das questões cruciais referentes à prestação de serviços à população. Ao utilizar ferramentas do Design Thinking, participantes puderam entender e experimentar práticas de gestão que tenham um olhar mais cuidadoso sobre as necessidades reais e expectativas do cidadão que estejam vinculadas às competências do poder público.

Mais que ensinamentos sobre Design Thinking, a capacitação é, de acordo com a condutora do curso, Amanda Gaspar, uma forma de levar conhecimento sobre inovação nos serviços públicos. “Temos uma metodologia desenvolvida a partir da soma de aprendizado ao se aplicar esse conteúdo nas administrações públicas. O intuito é formar servidores e mostrar a eles a possibilidade de fomentar novas aplicações ao serviço público, bem como perceber e atender a população”, ressaltou Amanda Gaspar.

Ainda segundo a condutora, instituições que já passaram pela formação na área de Design Thinking, voltada para serviços públicos, tiveram como resultado o ganho de replicadores sociais compromissados em tentar resolver os problemas dentro da própria secretaria e formar novas pessoas. “Nós entendemos que há pessoas que chegam abertas e sentem mais facilidade em aplicar esse conteúdo no seu ambiente de trabalho. Tentamos entender a dificuldade enfrentada por cada um e levar caminhos e novas formas de pensar para que se possa criar uma solução satisfatória”.

Amanda Gaspar também reforçou que a orientação é tentar guiar-se pelos princípios que estejam focados no usuário final – entendendo o que ele precisa -, buscando trabalhar colaborativamente, somar as competências das pessoas para a construção de algo novo, mostrando ainda que é possível olhar com mais atenção e empatia para o usuário e realmente criar um serviço que atenda a necessidade dele. “É tentar descobrir como fortalecer a base de maturidade e passar a oferecer não apenas serviços que sejam úteis, mas significativos”.

Participante do curso, o superintendente de Regulação e Políticas para a Saúde, Glaydson Jerônimo, destacou que a formação possibilitará aplicar na prática o exercício de políticas de saúde. “Poderemos atuar com maior capacidade e interagindo com usuário e prestador de forma mais ampla. A ideia é trazer o usuário para que ele possa compartilhar seus anseios, tornando-o parte ativa da gestão. O Design Thinking traz um conceito inovador para ser exercitado e, dentro da área da saúde, onde estamos acostumados com modelos cartesianos de gerenciamento, esse conhecimento será cuidadosamente trabalhado, sendo inserido na minha prática de gestão”, disse o superintendente.

Caso de sucesso

Um trabalho significativo, aplicado por meio das ferramentas de Design Thinking, foi desenvolvido na Prefeitura de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Projeto foi implementado em três unidades de saúde: UBS Bom Jesus, UBS Simões Lopes e a UBS Guabiroba do município e ganhou o primeiro lugar no Prêmio InovaSUS 2015.

A proposta era repensar a experiência em saúde, focando no cuidado contínuo dos usuários. Para isso, foram promovidas reuniões para cocriação de verdadeiras mudanças nas unidades, que abarcaram melhorias na academia de ginástica para adultos, cozinha experimental, horta comunitária, agentes de saúde da família treinados e equipados com tablets e totens de autoatendimento que oferecem informações sobre todos os serviços da rede municipal de saúde.

Luciana do Prado, da Diretoria de Jornalismo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *