Abordagem social atua diariamente em serviços à população de rua

Objetivo da Prefeitura de Goiânia é localizar, oferecer auxílio e ofertar os recursos disponíveis para atendimento para esses cidadãos

A permanência de pessoas em situação de rua em Goiânia é uma das grandes preocupações da atual administração municipal. Por isso, diariamente, nos turnos vespertinos e noturnos, equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) percorrem as principais vias e espaços públicos. O objetivo da Prefeitura de Goiânia é localizar, oferecer auxílio e ofertar os recursos disponíveis para atendimento à população de rua.

O trabalho, conforme explica a titular da Semas, Márcia Carvalho, é realizado, inclusive, aos finais de semana e feriados. “Durante a abordagem, com um questionário em mãos, os educadores sociais da pasta fazem o primeiro contato com a pessoa em situação de rua. A ideia é obter o máximo de informações possíveis, como município de origem ou se possuem residência e família no município, idade, se são dependentes de álcool e outras drogas, escolaridade, entre outros dados”, afirma. Após a abordagem, os educadores conhecem como vivem essas pessoas, as causas de sua permanência na rua, as relações afetivas e as principais necessidades de cada um.

Durante a abordagem, quando há aceitação, essas pessoas são encaminhadas aos serviços da rede socioassistencial, que é constituída de equipamentos públicos, como a Casa de Acolhida Cidadã (CAC), o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), às Unidades Básicas de Saúde (UBS), entre outros serviços próprios e da rede conveniada da Prefeitura de Goiânia.

Além disso, a Semas faz a articulação com a rede de serviços de saúde, educação, habitação, emprego, jurídico, entre outros, auxiliando, inclusive, com orientações sobre documentação civil e demais encaminhamentos necessários.

Ainda de acordo com Márcia Carvalho, a abordagem social busca oferecer o atendimento necessário previsto nos programas sociais. “É um trabalho de construção de vínculos, porque muitos deles não aceitam logo de início, é preciso conversar várias vezes até que concordem em ser atendidos”, explica.

Serviços e abrigos em Goiânia

– Serviço Especializado em Abordagem Social: as políticas do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) preveem a oferta do serviço realizado por uma equipe de educadores sociais que identifica famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social em espaços públicos.

– Casa de Acolhida Cidadã: oferece vagas para pessoas em situação de rua ou que estejam de passagem por Goiânia e não tenham lugar para ficar. O espaço conta com uma equipe profissional e multidisciplinar.

– Centro POP: O local oferece serviço especializado, com atendimentos psicossociais, atividades de convivência, bem como auxílio na busca da promoção e resgate de vínculos familiares.

Saiba Mais

A Secretaria Municipal de Assistência Social trabalha dentro do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), onde está previsto a realização de trabalho humanizado e pautado pela conscientização e oferta de serviços. Por isto, os resultados deste trabalho são mensuráveis somente em médio e longo prazo.

A ação das equipes de abordagem social não visa a retirada das pessoas em situação de rua, mas, na identificação das demandas, no acolhimento e no atendimento técnico, digno e ético, com vistas à garantia de oferecer uma nova perspectiva de vida.

Roberta Amorelli, da editoria de Assistência Social

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *