Prefeitura retoma obra de unidade de saúde no Itaipu

Secretaria Municipal de Saúde abre negociação com empresa responsável pela construção da Unidade Básica de Atenção a Saúde da Família no Residencial Itaipu. Obras foram paralisadas em 2016

Paralisadas desde 24 de novembro de 2016 em decorrência de uma dívida de R$ 877 mil não paga pela administração anterior da Prefeitura de Goiânia, as obras da Unidade Básica de Atenção a Saúde da Família (UABSF) Residencial Itaipu, localizada no bairro homônimo, serão retomadas. A volta dos trabalhos é resultado de negociação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para quitação do débito com a construtora responsável pela execução da UABSF.

A Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) começou na manhã desta quinta-feira, 04, a limpeza do local para recebimento das máquinas. A construção, segundo o superintendente de Administração e Gestão de Pessoas da SMS, Vilmar de Faria, será reativada de acordo com cronograma do prestador. A obra marca o início das ações da SMS para retomar construções não finalizadas pelo gestor que antecedeu Iris Rezende, à frente da administração da Capital desde 1º de janeiro deste ano. Além da UABSF Itaipu, a unidade localizada no Recanto das Minas Gerais, inaugurada no final da gestão passada mesmo sem estar concluída, também está entre as prioridades da atual gestão. ‘Estamos levantando todas as obras paralisadas, inacabadas ou com alguma pendência que as impeçam de entrar em funcionamento. Assim, poderemos traçar um plano de ação para sanar os problemas que encontramos’, antecipa a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué.

A construção da UABSF Itaipu começou em 25 de abril de 2016. Inicialmente, a previsão era de que os trabalhamos de engenharia terminassem em sete meses, ou seja, em dia 25 de novembro daquele mesmo ano. No entanto, como às vésperas do fim do prazo a prefeitura havia pago apenas R$ 622,6 mil do total de R$ 1,4 milhão, os serviços foram interrompidos.

Com 683,40 m² de área construída em terreno de 3.054,90m², a UABSF Residencial Itaipu foi projetada para atuação de três Equipes de Saúde da Família (ESF) e funcionamento das 8 às 17 horas. A unidade terá setores administrativo e de apoio, além de áreas para atendimentos clínico e odontológico. Aos moldes de outras desse tipo, a UABSF Residencial Itaipu terá composição multiprofissional, trabalhará de forma interdisciplinar e oferecerá especialidades básicas. O objetivo é prestar serviço de atenção integral continuada à saúde de até quatro mil pessoas que residem na região sudoeste de Goiânia.

Giselle Vanessa, da editoria de Saúde – Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *