Amanhã é o último dia da etapa de vacinação contra influenza para idosos

Procura do grupo ainda é baixa. Para as duas primeiras etapas da campanha, foram distribuídas mais de 97 mil doses

Até o final da tarde de quarta-feira, 26, 9.681 idosos foram vacinados na segunda semana de vacinação contra influenza (24 a 28 de abril). O levantamento realizado pela diretoria de Vigilância Epidemiológica aponta que, até aquele momento, a cobertura desse grupo é de 7,58%. A meta de cobertura vacinal para os idosos é de 90%.

Nas duas primeiras etapas da campanha foram disponibilizadas 97.140 doses de vacina contra influenza. Na primeira semana da campanha foram vacinados 13.326 trabalhadores de saúde, o que corresponde à cobertura de 28,30% da meta. Portanto, os dois grupos devem continuar procurando as unidades de saúde nas semanas seguintes da campanha.

Sobre a importância da imunização, o prefeito Iris Rezende destacou que “muitas vezes, a falta de uma vacina pode levar pessoas a complicações sérias. A vacina tem o poder de prevenir inúmeras doenças”. Geraldo Camargo, 62 anos, também comentou sobre a importância da vacinação. “É importante manter as vacinas em dia, cuidar da saúde. Assim que fiquei sabendo da vacinação procurei logo uma unidade”, conta.

A população deve ficar atenta às datas específicas de vacinação. O cronograma visa minimizar as filas e otimizar o atendimento aos grupos prioritários. Sobre a estratégia adotada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no cronograma, a secretária Fátima Mrué destacou que “o balanço dos primeiros dias é positivo e os resultados mostram que esse modelo pode se repetir em outras ocasiões”. Maria Elias, que procurou o Cais Chácara do Governador para se vacinar, comentou sobre a estratégia. “Eu cheguei e vacinei muito rápido. Se a vacinação fosse para todos os grupos nos mesmos dias teria fila”, diz.

De 2 a 5 de maio será a vez das gestantes, puérperas e crianças de seis meses até quatro anos de idade receberem a vacina contra a gripe. Em seguida, o cronograma prevê doses para pessoas com doenças crônicas, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Locais de vacinação

Texto: Roberta Rodrigues, da editoria de Saúde da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)
Foto: Anna Lúcia Almeida

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *