Saiba como fazer denúncias de cunho ambiental em Goiânia

Telefone Verde (161) da Amma está disponível 24 horas por dia. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer aparelho telefônico e sem identificação

Após passar por um período de adequação, o Telefone Verde da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) voltou a funcionar e os interessados em denunciar crimes ou agressões ao meio ambiente podem entrar em contato com o órgão municipal ambiental, por meio do telefone 161. A central de atendimento funciona 24 horas por dia, a ligação é gratuita e pode ser realizada de qualquer aparelho telefônico de Goiânia.

Ao ligar para o Telefone Verde, o público pode, por exemplo, denunciar casos de poluição dos mananciais, lançamentos de detritos em locais proibidos, desmatamento, degradações ambientais, cortes indevidos de árvores, queimadas, maus-tratos de animais, poluição sonora, além de solicitar podas ou extirpação de árvores ou informações de procedimentos na área ambiental, entre outros. São indispensáveis dados precisos sobre a localização para o registro da denúncia, para não impossibilitar o atendimento.

De acordo com o presidente da Amma, Gilberto Marques Neto, o Telefone Verde está funcionando há um mês, com operadores capacitados para registrar as denúncias e encaminhá-las à Diretoria de Fiscalização Ambiental do órgão e também esclarecerem as dúvidas dos moradores da Capital. “Com o retorno do serviço de teleatendimento ambiental, o objetivo da Amma é agilizar o atendimento prestado aos cidadãos, permitindo, ainda, que os moradores denunciem os casos de agressão ambiental de forma rápida”, explica o presidente.

Poluição sonora
A maior parte das reclamações registradas pelo 161 refere-se à poluição sonora e, conforme o Código de Posturas do Município, o valor da multa ao infrator é a partir de R$ 5 mil. No caso de residências, o morador é autuado. Já em estabelecimentos comerciais, os fiscais da Amma fazem a autuação na primeira vez, apreensão na segunda e na terceira as atividades são embargadas.

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo – Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *