Crianças de Cmei aprendem hábitos alimentares saudáveis

Atividade é desenvolvida em quatro instituições da rede municipal de ensino e integra estágio de acadêmicos de nutrição

Na manhã desta terça-feira, 18, cerca de 20 crianças do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Criança Cidadã, no Setor Leste Universitário, participaram de uma aula diferente envolvendo a conscientização de hábitos e práticas alimentares saudáveis. Montagem de sanduíche natural e piquenique ao ar livre integraram as atividades, ministradas por acadêmicos do curso de nutrição da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO).

As ações, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), são desenvolvidas desde o mês de fevereiro em quatro instituições de Educação Infantil da Capital. Todas as terças e sextas-feiras, no turno matutino, 20 alunos da disciplina de estágio supervisionado do curso de nutrição realizam o trabalho nas unidades, que inclui também profissionais da Educação e familiares das crianças.

De acordo com a nutricionista da Gerência do Programa de Alimentação Escolar da SME, Nair Augusta, a atividade de hoje ensina os educandos a produzirem seu próprio alimento. “Baseado na presença de frutas, verduras e legumes, as crianças aprendem desde o início o que são alimentos saudáveis. Essas práticas são levadas pelos alunos para o domicílio e, assim, cada pai reproduz essa nova forma de se alimentar”, destaca.

Aline Braga Mascarenhas, 27 anos, aluna de nutrição, acredita que a ação vai além do estímulo ao consumo de alimentos saudáveis. “O preparo da atividade pelos pequenos incentiva a levarem para casa o que aprenderam, tendo uma refeição mais calma e se sentindo parte do processo. Isso ajuda tanto o adulto e a criança a perceberem o alimento como forma de prazer”, relata.

Para Pedro Lucas Lopes de Sousa, 5 anos, que estuda no Cmei Criança Cidadã, a alimentação é muito importante porque é boa para a saúde. “Não pode pedir para o pai comprar doce, porque doce demais faz mal. Não é bom para a barriga e para os dentes. Tem que comer fruta, porque é bom para saúde, ficar forte e crescer. Doce não é bom. Só comida e alimentação que faz a gente crescer”, descreve o aluno.

Daniela Rezende, da editoria de Educação e Esporte – Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)
Fotos: Luiz Fernando Hidalgo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *